Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Cantor Victor é indiciado por agressão à mulher pela Polícia Civil de Minas

Loading...

GERAL

Cantor Victor é indiciado por agressão à mulher pela Polícia Civil de Minas

Cantor Victor é indiciado por agressão à mulher pela Polícia Civil de Minas. Foto: Divulgação

A Polícia Civil de Minas Gerais indiciou o cantor Victor Chaves, 41, da dupla Victor e Léo, por suspeita de agressão à sua mulher, Poliana Bagatini Chaves, 29.

A conclusão do inquérito foi divulgada nesta terça-feira (4). A polícia aguardava a conclusão da perícia nos vídeos do circuito interno de televisão do prédio onde mora o cantor.

Segundo nota oficial da polícia, o órgão "concluiu pelo indiciamento de Victor Chaves pela contravenção penal prevista no artigo 21, do Decreto Lei 3.688/41, vias de fato, conforme demonstrado no laudo pericial das imagens das câmeras de segurança do prédio e pelo depoimento da vítima."

O inquérito foi encaminhado à Justiça e, caso seja condenado, o cantor as penas principais variam entre prisão simples e multa.

A reportagem procurou a assessoria de imprensa do cantor, mas ela ainda não se manifestou. Anteriormente, ele havia negado a agressão, dizendo que houve um desentendimento familiar por ter levado a filha do casal para o apartamento de sua mãe.

No dia 24 de fevereiro, Poliana, que está grávida, foi até a delegacia e afirmou que Victor a empurrou no chão e a agrediu com vários chutes.

Agressão
Segundo a delegada Danúbia Quadros, chefe da Demid (Divisão Especializada no Atendimento à Mulher, ao Idoso e à Pessoa com Deficiência), a agressão, de acordo com o depoimento de Poliana, teria ocorrido no hall de entrada e no elevador do prédio. A delegada explicou que o condomínio não quis fornecer a cópia da gravação e foi necessária uma determinação judicial para ter acesso às imagens.

A outra prova que fez parte da investigação, o laudo do exame de corpo e delito ao qual Poliana se submeteu no Instituto Médico Legal (IML) após registro da queixa, não apresentou resultado aparente de agressão. "Deu negativo", afirmou a delegada.

Poliana procurou a delegacia na noite do dia 24 de fevereiro, mas não aguardou para prestar depoimento, pois alegou que estava com a pressão baixa. Retornou no dia seguinte e relatou que houve um desentendimento entre ela e Victor, pois o cantor pegou a filha do casal, de um ano e um mês, e levou para o apartamento da mãe dele, localizado no mesmo prédio, porém, no andar abaixo.

"Ela disse que ficou nervosa com a situação, pois não autorizou a ida da bebê no apartamento da sogra", disse a delegada. Ainda pelo relato, Poliana então desceu ao andar de baixo para "tirar satisfação" e que Victor se posicionou do lado da mãe dele na discussão.

"[Poliana] ficou nervosa e disse que pegaria a filha e iria embora. Segundo ela, depois dessa postura, ele [Victor] a jogou no chão e desferiu vários chutes. Um deles acertou na perna dela", afirmou a delegada.

No mesmo dia que Poliana foi à delegacia, a mãe de Victor, Marisa Chaves, também registrou uma ocorrência e afirmou que Poliana foi ao apartamento dela transtornada e quebrou vários objetos. Poliana publicou uma carta, dois dias depois da denúncia, na qual afirmou que não considerou que tivesse ocorrido qualquer crime, principalmente, praticado por Victor.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias