Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Aprovação de Trump cai após derrota no Congresso, aponta pesquisa

Loading...

GERAL

Aprovação de Trump cai após derrota no Congresso, aponta pesquisa

MARCOS AUGUSTO GONÇALVES

NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS (FOLHAPRESS) - A aprovação do presidente Donald Trump atingiu um novo patamar de baixa nas pesquisas do instituto Gallup. A sondagem, divulgada nesta segunda-feira (27), captou o efeito da derrota do projeto de reforma do Obamacare na Câmara, na semana passada.

De acordo com o levantamento, 36% dos adultos dizem apoiar o desempenho do presidente americano, contra 57% que o desaprovam. O resultado mais baixo anteriormente apurado foi de 37% de aprovação, em meados de março.

O Gallup rastreia diariamente o percentual de americanos que aprovam ou desaprovam o trabalho de Trump.

As opiniões são colhidas por entrevistas telefônicas com aproximadamente 1.500 adultos e a margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos. O resultado anunciado nesta segunda-feira é uma média de levantamentos feitos de sexta (24), dia da derrota republicana na Câmara, a domingo (26).

Desde o início de seu governo, Trump tem obtido maus resultados nas pesquisas -seu antecessor Barack Obama deixou o cargo com 58% de aprovação.

Embora venha implantando uma série de medidas prometidas em campanha, como desregulamentações na área ambiental, a derrota na Câmara e nas tentativas de impor restrições à imigração (por duas vezes barradas na Justiça) desgastam a imagem e a credibilidade política do presidente. É muito cedo para juízos mais consistentes sobre os desdobramentos do governo, mas é certo que a situação política tornou-se mais complicada com as cisões que se explicitaram no Partido Republicano. O presidente manifestou sua decepção com correligionários, em especial com a ala parlamentar mais conservadora, chamada Caucus da Liberdade.

Ao mesmo tempo, o republicano fez acenos para os democratas na tentativa de ampliar o apoio no Congresso para levar adiante sua agenda.

Teoricamente, a proposta de Trump de implementar um plano de investimento em infraestrutura poderia contar com votos da oposição. Mas o próximo grande desafio na Câmara deve ser o projeto de reforma tributária.

Aparentemente com mais trânsito entre os republicanos, que historicamente inclinam-se por redução de impostos, a reforma pode encontrar obstáculos inesperados depois da crise que se instalou no partido depois do fracasso na reforma do Obamacare.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias