Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Justiça do Rio aceita denúncia contra irmão de Bruno por sequestro de Eliza

Loading...

GERAL

Justiça do Rio aceita denúncia contra irmão de Bruno por sequestro de Eliza

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Justiça do Rio de Janeiro acatou, na última sexta-feira (17), a denúncia feita pelo Ministério Público contra o irmão do goleiro Bruno Fernandes. A denúncia aponta Rodrigo Fernandes como um dos participantes do sequestro de Eliza Samudio, em 2009, quando ela ainda estava grávida.

Segundo o Tribunal de Justiça, a investigação, na época, concluiu que quatro homens participaram do crime, mas somente Bruno e Luiz Henrique Ferreira Romão, o Macarrão, haviam sido identificados. Agora foram denunciados também o irmão do jogador e Anderson Rocha da Silva, conhecido como Russo.

A investigação aponta que Eliza -que estava no quinto mês de gravidez- foi levada para o apartamento de Bruno, no Rio, onde foi ameaçada e forçada a tomar remédios abortivos. Apesar disso, ela deu à luz o filho com Bruno em fevereiro de 2010, quatro meses antes de ser assassinada.

Bruno foi condenado a 22 anos e três meses de prisão pela morte de Eliza, em 2013, mas foi solto no último dia 24. O ministro Marco Aurélio Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), argumenta que o jogador não poderia seguir encarcerado com base em prisão preventiva -sem julgamento da apelação em segunda instância.

O irmão de Bruno também é suspeito de crimes no Piauí. Em setembro de 2015, ele foi preso por suspeita de estuprar uma adolescente em Teresina. Outros estupros também são atribuídos a ele.

Segundo o Tribunal de Justiça do Rio, o Ministério Público chegou a solicitar arquivamento do inquérito que apurava o envolvimento de Rodrigo e Russo no sequestro de Eliza, mas o juiz Marco Couto, titular da 1ª Vara Criminal Regional de Jacarepaguá, entendeu que havia provas suficientes para o prosseguimento das investigações.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias