Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

OMS recomenda vacina contra febre amarela a turistas que vão para RJ e SP

Loading...

GERAL

OMS recomenda vacina contra febre amarela a turistas que vão para RJ e SP

NATÁLIA CANCIAN

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A Organização Mundial de Saúde anunciou nesta segunda-feira (20) que irá passar a recomendar a vacina contra febre amarela para todos os turistas internacionais que viajam para os Estados do Rio e São Paulo. A exceção vale apenas para quem se dirige para as áreas urbanas das capitais dos dois Estados, além das cidades de Niterói e Campinas.

A medida, que ocorre após confirmação de dois casos de febre amarela no Estado do RJ, além dos casos já confirmados e em investigação em São Paulo, aumenta a área de recomendação de vacina para turistas que vêm ao Brasil. Em janeiro e no início deste mês, a OMS já havia incluído o Estado do Espírito Santo e 69 municípios do Sul e Sudoeste da Bahia como áreas onde a vacina é indicada aos turistas.

Já o Estado de Minas Gerais, um dos mais afetados pelo atual surto de febre amarela, já fazia parte da área de recomendação da vacina nos últimos anos.

Segundo a OMS, o processo de avaliação sobre as áreas consideradas de risco para transmissão de febre amarela é "contínuo", e com isso, os locais podem ser alterados regularmente.

A entidade recomenda que a vacina seja administrada dez dias antes da viagem. Para a OMS, no entanto, apenas uma dose já é suficiente para a proteção ao longo da vida -já no Brasil, o Ministério da Saúde recomenda uma segunda dose de reforço após dez anos.

A vacina não é recomendada para pessoas com febre ou outro comprometimento no estado de saúde, pessoas com hipersensibilidade a ovos de galinha e derivados, mulheres grávidas (exceto quando há avaliação de alto risco de infecção) e pessoas imunodeprimidas (como pacientes oncológicos). Para os idosos, a vacina só é indicada após avaliação médica sobre riscos.

VACINAS

Na última sexta (17), a OMS também anunciou o envio de 3,5 milhões de doses da vacina contra febre amarela para o Brasil. O pedido foi feito pelo Ministério da Saúde, diante da confirmação dos dois primeiros casos de febre amarela no Rio de Janeiro.

A pasta também adquiriu outras 8,4 milhões de doses produzidas por Bio-manguinhos, da Fiocruz, com previsão de entrega até o fim de março. O objetivo é reforçar o estoque do país. Além dessa quantia, o ministério informa que está elaborando um plano para adquirir 70 milhões de doses do laboratório para garantir o abastecimento no restante do ano.

Dados do Ministério da Saúde mostram que já foram confirmados 448 casos, incluindo 144 mortes por febre amarela silvestre no país. Há ainda outros 850 casos em investigação. A maior parte dos registros ocorre em Minas Gerais, Estado que concentra 78% dos casos confirmados.

Segundo o ministério, todos os casos registrados no atual surto são de febre amarela silvestre -que é transmitida pelos mosquitos Haemagogus e Sabethes. O Brasil não registra casos de febre amarela urbana desde 1942.

Além do Brasil, outros cinco países -Bolívia, Colômbia, Equador, Peru e Suriname- notificaram casos de febre amarela neste ano, informa a Opas (Organização Pan-Americana de Saúde), braço da OMS nas Américas.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias