Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Vacinação contra a febre amarela será intensificada na cidade do Rio

Loading...

GERAL

Vacinação contra a febre amarela será intensificada na cidade do Rio

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - As 233 unidades de atenção básica do município do Rio vão aplicar a vacina contra a febre amarela no próximo sábado (25). Atualmente, apenas os 34 postos da capital disponibilizam a vacinação, que tem uma campanha prevista para a próxima semana. Com a medida, será possível fazer a imunização em qualquer clínica da família ou centro municipal de saúde da cidade até o fim do ano. As informações são da Agência Brasil.

Com a mobilização a ser iniciada no próximo dia 27, o Rio de Janeiro se soma aos 64 municípios do estado em que a campanha contra a febre amarela já está sendo feita. Dois casos foram confirmados em Casimiro de Abreu, e uma pessoa morreu. Mais quatro pessoas dessa cidade estão internadas com suspeita da doença.

Hoje, a Secretaria Municipal de Saúde do Rio ampliou a vacinação nos 34 postos de saúde, elevando o número de doses para 250 por dia. "No entanto, desde a semana passada, por causa da alta demanda, há postos que já superam essas doses. No sábado, por exemplo, os três postos da zona sul vacinaram 1.300 pessoas", informa o órgão em nota.

A secretaria pede que não haja correria aos postos e reitera que a cidade ainda não registrou casos da doença. Por enquanto, a vacinação na cidade do Rio continua a ser recomendada apenas a quem vai viajar para locais em que há risco de contágio ou em que há exigência da vacina.

No Centro Municipal de Saúde Heitor Beltrão, na Tijuca, a população chegou cedo para buscar a vacina nesta segunda-feira e 180 senhas foram distribuídas no período da manhã. A consultora Fernanda Reis, de 56 anos, conta que entrou na fila às 5h50 e garantiu o atendimento com a senha número 96.

"Às 7h, já tinha funcionários do posto dando todas as informações, verificando documentos. Não tenho do que reclamar da mão de obra do posto", afirma Fernanda, que esperou em pé até pouco antes das 10h. Uma queixa comum de pessoas que estavam na fila foi de que houve gente que guardou lugar antes da distribuição de senhas da manhã, o que fez a fila crescer.

Fernanda e a guia de turismo Juliana Schramm, de 36 anos, chegaram juntas e só conseguiram tomar a vacina por volta das 10h. Juliana conta que costuma fazer trilhas e viajar para a Região dos Lagos e da Costa Verde em seu trabalho, e por isso buscou a vacina.

Também por volta das 10h, servidores do posto de saúde iniciaram a distribuição de mais 180 senhas, para a vacinação no período da tarde. A primeira a receber foi a advogada Paloma Pereira, de 32 anos, que também levou a filha para ser imunizada. Elas chegaram às 7h da manhã e ficaram fora da vacinação da manhã por dois lugares na fila.

"Embora o Rio não esteja em campanha, eu viajo para Nova Friburgo todo fim de semana com a minha filha", conta ela, que acredita ter perdido um dia de trabalho. "Eu não fui trabalhar e minha filha não foi para a escola. Mas, graças a Deus, eu posso. Quem não pode, perde".

No centro da cidade, o Centro Especial de Vacinação Doutor Álvaro Aguiar também já tinha fila de manhã para o período da tarde. Cerca de 30 pessoas aguardavam a distribuição das senhas por volta das 11h.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias