Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Por decisão do STJ, ex-goleiro Edinho deixa a cadeia após seis dias preso

Loading...

GERAL

Por decisão do STJ, ex-goleiro Edinho deixa a cadeia após seis dias preso

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O ex-goleiro Edson Cholbi do Nascimento, o Edinho, deixou a cadeia do 5º DP de Santos, no litoral de São Paulo, no fim da tarde desta quinta-feira (2), após decisão do ministro Antonio Saldanha Palheiro, do STJ (Superior Tribunal de Justiça).

Edinho, que é filho de Pelé, estava preso desde a última sexta (24) pelos crimes de lavagem de dinheiro e tráfico de drogas. Ele foi condenado, em primeira instância, a 33 anos e quatro meses de prisão, mas após recurso a pena foi reduzida para 12 anos, dez meses e 15 dias de prisão.

Para determinar a soltura do ex-jogador, o ministro do STJ considerou que sua defesa ainda não esgotou todas as possibilidades diante dos tribunais e que, por isso, ele não deve ficar encarcerado.

"[Edinho] deverá aguardar em liberdade o julgamento final deste habeas corpus ou o exaurimento da instância ordinária, salvo se por outro motivo estiver preso", afirmou o ministro.

Ao deixar a cadeia, Edinho disse à GloboNews que está feliz e aliviado com a decisão do STJ. "Não existe lavagem de dinheiro, nunca existiu", disse.

O ex-jogador é acusado de ajudar em operações financeiras de Ronaldo Duarte Barsotti, o Naldinho, apontado como um dos maiores traficantes da região da Praia Grande. Naldinho está sumido, sendo considerado foragido.

Em 2005, inclusive, Edinho foi preso por causa desta suposta ligação. Na época, ele negou o envolvimento e disse que era apenas usuário de drogas. Um ano depois, no entanto, o Ministério Público denunciou o ex-goleiro por lavagem de dinheiro. Ele acabou preso por 47 dias.

Em julho de 2014, Edinho foi preso por não atender a medidas impostas pela Justiça para que permanecesse em liberdade. O ex-jogador foi solto dias depois. Na época, o ex-goleiro recorreu em liberdade, mas se apresentou voluntariamente em novembro de 2014. Edinho foi solto no dia seguinte.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias