Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Em show da Mangueira, público não entende repertório religioso

Loading...

GERAL

Em show da Mangueira, público não entende repertório religioso

AMANDA NOGUEIRA

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Os desavisados não entenderam por que tanta oração. Ansiosos pelo ritmo da Mangueira em seu tradicional show de verão, precisaram ajoelhar e fazer coro para uma sucessão de Ave-Marias.

Maria Bethânia bem que avisou. Abriu o espetáculo desta quarta (15), no Tom Brasil, com "Emoções", de Roberto Carlos, e fez bonito com "Reconvexo", de seu irmão Caetano, antes de esclarecer que o enredo da verde-e-rosa celebrava seu orixá.

"Sempre que a tristeza, a mágoa ou a dor me cerca, eu me lembro... 'Quem me chamou?/ Mangueira/ Não mexe comigo, eu sou a menina de Oyá'", cantou Bethânia os versos do enredo antigo, com o qual a escola a homenageou, sagrando-se campeã no desfile carnavalesco de 2016.

Na verdade, o samba-enredo deste ano, "Só com a Ajuda do Santo", pretende celebrar a diversidade religiosa, passando pela liturgia Católica até o Candomblé.

Foi também Bethânia que convocou o baluarte da Estação Primeira, Tantinho, dando início a um constante troca-troca no palco.

Em seguida veio Leci Brandão, que pediu palmas para todas as religiões, em especial às de "matriz africana". Entoou "Romaria" e deu lugar a Fafá de Belém, imponente com seu cocar nas cores da escola.

Emocionada, Fafá evocou "Círio de Nazaré", prestando um breve tributo a sua terra-natal. Na sua vez, Rosemary esqueceu um trecho de "Nossa Senhora", antes de seguir com "Jesus Cristo", ambas do Rei.

Roberto Carlos, aliás, parecia onipresente e foram justamente as partes mais animadas do show que conseguiram escapar de suas composições.

Nesse altar do samba, os devotos não puderam comungar. A grande decepção da festa foi a proibição da dança. Quando Elba Ramalho chamou o forró de Luiz Gonzaga e pediu para o público arrastar o pé, foi só o que deu mesmo para fazer... sentado.

No entanto, quando ela finalmente convidou Chico Buarque, anfitrião do evento desde que ele foi criado, em 1997, todo mundo ficou de pé e muitos gritaram "Fora, Temer".

Com a voz mais fraca de todos e uma passagem cirúrgica pelo palco, a grande atração da noite cantou "O Que Será", "Samba do Grande Amor" e, por último, "O Meu Amor", que ganhou reforço de Alcione.

Ao fim da festa, a bateria da Mangueira mostrou a que veio neste Carnaval. Após mais gritos de "Fora, Temer", soaram os tambores e arremataram o espetáculo com os hinos da escola de samba, passistas e porta-bandeira.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 24/02

MARIA DE OLIVEIRA MARICATO, 74 anos
CACILDA LEITE DE SOUZA, 82 anos

IVAIPORÃ 23/02

MARIA JOSÉ PEREIRA, 90 ANOS
MARTA MARIA DA SILVA OLIVEIRA, idade não divulgada
SEBASTIANA RECHE RIBEIRO, 87 ANOS

MEGA SENA

CONCURSO 1907 · 25/02/2017

03 25 35 38 44 48