Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Doria fala sobre polêmica de vídeo e promete zelo na venda de dado pessoal

Loading...

GERAL

Doria fala sobre polêmica de vídeo e promete zelo na venda de dado pessoal

DIOGO BERCITO, ENVIADO ESPECIAL

DOHA, QATAR (FOLHAPRESS) - O vídeo produzido pela Prefeitura de São Paulo para apresentar seu programa de privatizações levou a questionamentos sobre práticas como a venda de dados dos usuários do Bilhete Único.

O prefeito João Doria (PSDB) apresentou as imagens na terça-feira (14) em Dubai, durante um fórum de gestão pública. Ele visita o Golfo nesta semana em busca de investidores árabes.

O trecho sobre o transporte público, em especial, causou desconforto entre parte dos usuários de redes sociais, que se manifestaram contrários a esses planos.

O vídeo -publicado também no site da prefeitura- oferece o banco de dados de usuários do Bilhete Único e a venda cruzada como oportunidades de negócio dentro dos 55 lotes disponíveis no programa de privatizações, que inclui também o Pacaembu e Interlagos.

"São 15 milhões de cartões já emitidos. Isso tem um valor inestimável", disse Doria à reportagem na quarta-feira (15) em Doha, capital do Qatar.

"O banco de dados tem um atrativo muito grande para qualquer instituição financeira, seguradora, rede de varejo. É valiosíssimo."

Usuários demonstraram, no entanto, reservas quanto à venda de suas informações. "É o mesmo zelo que você tem quando faz um crediário nas Casas Bahia, no Ponto Frio, no Pão de Açúcar, onde milhões de pessoas têm contas", disse Doria.

VENDA CRUZADA

O prefeito sugeriu, em Doha, que a privatização do Bilhete Único -com o atrativo de seu banco de dados- pode ser "uma boa surpresa" entre as 55 opções de privatização, concessão e parceria.

"Esse sistema hoje gera prejuízo e vai passar a dar lucro", afirmou. A prefeitura avalia que deixará de gastar cerca de R$ 456 milhões por ano com o gerenciamento financeiro do serviço, hoje a cargo da SPTrans, uma empresa de economia mista.

Os planos de privatização também incluem a possibilidade de venda cruzada. A empresa vencedora da licitação poderá oferecer outros serviços com o cartão do Bilhete Único, como vale-refeição e pagamentos de débito.

O termo em inglês ("cross selling"), no vídeo, causou alguma confusão. Críticos entenderam que haveria venda casada, proibida pelo Código do Consumidor.

ESTABILIDADE

O prefeito Doria iniciou seu "road show" em Dubai, nos Emirados Árabes, na segunda-feira (13). Ele visitou também o emirado vizinho de Abu Dhabi. Em ambos, reuniu-se com bancos, fundos e autoridades locais.

Doria chegou a Doha na quarta-feira (15), onde visitou a Câmara de Comércio. Estão previstas para o dia seguinte uma série de encontros com órgãos públicos, como o Ministério de Ambiente.

Não há expectativa de fechar negócios durante a viagem, mas o prefeito afirmou haver um crescente otimismo em relação a São Paulo e ao Brasil. Ele disse que os investidores já enxergam estabilidade política no país.

A opinião foi contrastada por especialistas ouvidos pela reportagem durante a semana. Um dos fundos visitados por Doria, o ICD (Corporação de Investimento de Dubai), disse que o ambiente ainda não é propício para grandes apostas.

"No clima atual de alta inflação e a recente desvalorização da moeda, o mercado não é exatamente encorajador", disse Khalifa AlDaboos, CEO do ICD. O fundo já esteve no Brasil para prospecção.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias