Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Justiça intima mulheres de PMs e ordena liberação de batalhões no ES

Loading...

GERAL

Justiça intima mulheres de PMs e ordena liberação de batalhões no ES

LEONARDO HEITOR

VITÓRIA, ES (FOLHAPRESS) - O juiz Mário da Silva Nunes Neto, da 3ª Vara da Fazenda Pública Estadual, ordenou, na noite desta terça-feira (14), a retirada imediata de manifestantes e a remoção de obstáculos que possam interferir na entrada e saída dos quarteis e batalhões da Polícia Militar do Espírito Santo. Dez mulheres de PMs que bloqueiam os portões foram intimadas.

Caso a decisão não seja cumprida, o magistrado determinou o pagamento de multa de R$ 10 mil por dia, para cada manifestante. Foram intimadas Helaine Alves da Costa Braga, Jocilene Moreira de Andrade, Edna Lucia Simeão Pereira, Hilda Moreira de Souza, Rosiane Santa Ana Ferreira, Alessandra Correa de Castro Foresti, Carmen Pesse da Silva, Gilmara Silveira Rodrigues Vazzoler, Flavia Roberta Arvellos Aguiar e Zenilda Perciliano de Amorim.

Na ordem judicial, o magistrado também ressalta que as manifestantes não voltem a ocupar os locais. A decisão foi feita após a identificação das dez mulheres.

Parentes de policiais militares bloqueiam batalhões da PM desde o dia 4, impedindo a saída dos PMs e dos carros da corporação para o patrulhamento. Com isso, o Estado viveu uma onda de violência, com mais de 140 homicídios, segundo números Sindicato dos Policiais Civis -o governo não confirma o número. Apenas no último dia 6, foram 40 mortes.

O movimento perdeu força apenas nesta semana, mas, segundo a Secretaria de Segurança Pública, 2.351 PMs atenderam ao chamado operacional e foram trabalhar, 617 a mais que no dia anterior -o efetivo da Polícia Militar do Espírito Santo é de 10 mil policiais.

A segurança no Estado tem sido feita também por cerca de 3.000 militares e agentes da Força Nacional de Segurança, que estão em território capixaba desde o início da semana passada, quando o motim de policiais agravou a falta de segurança no Espírito Santo.

PUNIÇÕES

O governo publicou nesta terça a lista com os nomes de militares indiciados por crime militar de revolta por conta do motim. Os 155 nomes foram publicados no "Diário Oficial" do Estado e responderão a Inquéritos Policiais Militares (IPMs) e processos administrativos que podem resultar desde em absolvição a até demissão e expulsão da PM.

Estão na listagem dois tenentes-coronéis, um major, um capitão da reserva, quatro primeiros-sargento, três terceiros-sargentos, 28 cabos e 116 soldados. Esse são os primeiros policiais dos 703 anunciados pelo governo do Estado envolvidos no motim.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 22/02

JOÃO DA ROCHA GREGÓRIO, 68 ANOS
RENATO JOSÉ PAVOLAK, 56 ANOS

APUCARANA 22/02

MARIA DE FATIMA DA SILVA, 63 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1905 · 21/02/2017

29 35 43 54 56 57