Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Donald Trump volta a atacar Judiciário e diz que sistema está 'quebrado'

Loading...

GERAL

Donald Trump volta a atacar Judiciário e diz que sistema está 'quebrado'

ISABEL FLECK

WASHINGTON, ESTADOS UNIDOS (FOLHAPRESS) - O presidente Donald Trump voltou a atacar, na manhã deste sábado (11), o Judiciário, dizendo que o sistema legal do país está "quebrado" após a decisão de uma corte de apelação mantendo a suspensão ao seu decreto que veta a entrada de refugiados e cidadãos de sete países de maioria muçulmana.

"Nosso sistema legal está quebrado! '77% dos refugiados que tiveram a entrada permitida nos EUA desde a suspensão [do veto] a viagens vieram de sete países suspeitos' (WT) TAO PERIGOSO!", escreveu Trump, em referência a matéria do "Washington Times'.

A reportagem diz que 77% dos 1.100 refugiados que entraram no país desde a liminar concedida por um juiz federal de Seattle (no Estado de Washington), no último dia 3, até a última quinta-feira (9) são cidadãos de Síria, Iraque, Irã, Sudão e Somália -que junto com Líbia e Iêmen foram os países vetados por Trump em seu decreto.

A reportagem fez um levantamento junto ao Centro de Processamento de Refugiados, que trabalha com o governo americano, do número de refugiados que haviam chegado desde a liminar até a sexta (10): 1.462, de 21 países. Destes, 402 eram sírios e 340 iraquianos.

O decreto assinado por Trump no último dia 27 proibia a entrada de refugiados de qualquer nacionalidade por 120 dias e de cidadãos desses sete países -que segundo ele, representam ameaça terrorista aos EUA- por 90 dias.

Consultado, o Departamento de Segurança Doméstica não revelou quantos indivíduos desses sete países teriam chegado aos desde que a liminar entrou em vigor.

Antes do ataque de sábado, o presidente já havia dito que os tribunais do país são muito "políticos" e que a audiência realizada pelos três juízes da corte de apelação que manteve a suspensão foi "vergonhosa". No último domingo, disse que o juiz James Robart, responsável pela liminar, e o sistema judiciário deveriam ser culpados se "algo acontecesse" nos EUA.

O juiz indicado para a Suprema Corte, Neil Gorsuch, chegou a afirmar a um senador democrata na quinta-feira que os ataques recentes do presidente ao Judiciário eram "desmoralizantes" e "desanimadores".

A declaração foi confirmada por um assessor de Gorsuch, mas, no dia seguinte, Trump disse que o democrata Richard Blumenthal tirou a fala de contexto.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 21/02

CARLOS FRANCISCO DA SILVA, 57 anos
JECYR MASTRO, 91 anos
DULCINEIA RODRIGUES, 37 ANOS
MARIA DE FÁTIMA DA SILVA, 63 ANOS

IVAIPORÃ
ADON SCHMIDT DE OLIVEIRA, 63 ANOS

JANDAIA DO SUL 21/02

GERALDA GARCIA DE OLIVEIRA, 74 anos
CARLOS ORTIS SANCHES, 63 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1905 · 21/02/2017

29 35 43 54 56 57