Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Trump diz que críticas de indicado à Suprema Corte a ele foram deturpadas

Loading...

GERAL

Trump diz que críticas de indicado à Suprema Corte a ele foram deturpadas

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quinta-feira (9) que as críticas de seu indicado à Suprema Corte, Neil Gorsuch, a seus ataques à Justiça foram deturpadas.

Na quarta (8), o senador democrata Richard Blumenthal disse que Gorsuch chamou de "desmoralizante" e "desoladora" a reação de Trump contra o Judiciário, que derrubou seu decreto que veta a entrada de imigrantes e refugiados.

Em uma rede social, o republicano acusou o parlamentar opositor de mentir sobre as declarações, embora elas tenham sido confirmadas à imprensa americana por assessores do magistrado.

"Senador Richard Blumenthal, que nunca combateu no Vietnã quando ele disse por anos que havia (grande mentira), agora deturpa o que o juiz Gorsuch disse a ele?"

Ele fez referência a uma declaração de 2008 do democrata, em que disse ter aprendido "uma coisa muito importante" na guerra. "Tanto faz o que pensemos sobre a guerra, nós devemos aos nossos militares apoio incondicional."

A participação de Blumenthal na guerra foi desmentida em 2010. Na verdade, o senador pediu dispensa quatro vezes de convocações para estudar e para trabalhar no jornal " The Washington Post" e no gabinete de Richard Nixon.

O caso foi publicado pelo jornal "The New York Times", criticado por Trump desde a campanha eleitoral. Na rede social, ele ainda atacou o repórter da CNN Chris Cuomo, que entrevistou o senador democrata na quarta (8).

"Chris Cuomo, em sua entrevista ao senador Blumenthal, nunca perguntou sobre a longa mentira sobre sua brava 'participação' no Vietnã. NOTÍCIAS FALSAS!"

Nesta quinta, o parlamentar opositor pediu a Gorsuch que critique o responsável por sua nomeação publicamente. "Elas [as críticas] precisam ser muito mais incisivas, mais evidentes e diretas do que ele fez até agora".

ATAQUES

No último sábado (4), o republicano começou uma série de críticas aos magistrados depois que o juiz federal, James Robart, de Seatlle, aprovou uma liminar que derrubou o veto à entrada de imigrantes de sete países islâmicos.

Por uma rede social, ele chamou Robart de "suposto juiz" e qualificou a decisão como ridícula. No dia seguinte, Trump disse que os cidadãos deveriam culpar o magistrado e o Judiciário "se acontecesse alguma coisa" ao país.

O alvo passou a ser a 9ª Corte de Apelações, sediada em San Francisco, que rejeitou recurso do governo. O tribunal ainda avalia a liminar que levou ao veto, após o governo e os detratores da medida apresentarem seus argumentos.

A última declaração foi feita nesta quarta : "Os juízes parecem ser tão políticos, e seria ótimo para o nosso sistema judiciário se eles fizessem o que é certo", disse Trump.

"Eles estão interpretando as coisas diferente de provavelmente 100% das pessoas nesta sala. Nós queremos segurança."

A audiência foi transmitida ao vivo pela TV, e Trump disse que acompanhou espantado: "ouvi coisas que eu não podia acreditar".

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias