Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Assessora de Trump pede na TV que público compre produtos de Ivanka

Loading...

GERAL

Assessora de Trump pede na TV que público compre produtos de Ivanka

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma das assessoras mais próximas do presidente americano, Donald Trump, Kellyanne Conway pediu nesta quinta-feira (9) que as pessoas comprem produtos da linha de roupas de Ivanka Trump, filha do presidente.

"Vão e comprem os produtos da Ivanka", disse Conway durante entrevista à Fox News, em resposta à polêmica pela decisão de uma rede de lojas que decidiu não vender mais a linha de produtos da influente filha de Trump.

"É realmente uma linha linda. Eu mesma tenho várias peças. Vou fazer propaganda gratuita: vão hoje mesmo e comprem seus produtos, podem encontrá-los on-line", disse Conway.

A assessora -e ex-chefe de campanha de Trump- acrescentou que sair para fazer compras é algo que ela "detesta", mas disse que sairia "para comprar algumas peças" da linha de produtos de Ivanka.

Nesta semana, a rede de lojas Nordstrom anunciou que não venderia mais os produtos da marca de Ivanka Trump por falta de volume suficiente de demanda, e o presidente reagiu ferozmente.

"Minha filha Ivanka tem sido tratada injustamente pela Nordstrom. Ela é uma ótima pessoa -sempre me colocando para fazer a coisa certa! Terrível!", escreveu o presidente na quarta-feira (8) em uma rede social.

Questionado se Conway cruzou algum limite ético ao fazer a propaganda, o porta-voz da Casa Branca, Sean Spicer, disse nesta quinta-feira que "ela está sendo aconselhada nesse sentido e é isso".

Desde o início da campanha eleitoral o agora presidente se viu envolvido em inúmeras polêmicas por eventuais conflitos de interesse, já que é dono de um império de negócios.

Trump negou que sua atividade como presidente tenha sido manchada por esses conflitos em relação aos negócios de sua família, mas sua mensagem de quarta-feira e a propaganda gratuita de Conway nesta quinta são elementos que podem reacender a polêmica.

Não é a primeira vez que Ivanka, nomeada conselheira do pai na Casa Branca, se envolve em um episódio de potencial conflito de interesses. Em novembro, logo após a eleição do pai, Ivanka recebeu, com Trump, o premiê japonês, Shinzo Abe, enquanto negociava licenciar sua marca de roupas para uma empresa do Japão.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias