Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Deputado argentino cita narcotráfico e sugere muro na divisa com a Bolívia

Loading...

GERAL

Deputado argentino cita narcotráfico e sugere muro na divisa com a Bolívia

SYLVIA COLOMBO

BUENOS AIRES, ARGENTINA (FOLHAPRESS) - O deputado conservador Alfredo Olmedo disse nesta quarta-feira (1º) que a Argentina deveria construir um muro na fronteira com a Bolívia, "para conter a delinquência e o narcotráfico", a exemplo da barreira que o presidente dos EUA, Donald Trump, quer levantar entre seu país e o México.

"Eu conheço essa fronteira muito bem e sei que é preciso fazer um muro. É por aí que entra a droga e o comércio de pessoas em situação de escravidão na Argentina", disse o parlamentar, que pertence ao partido Salta Somos Todos. Sua província, ao norte do país, faz fronteira com a Bolívia.

"Se há um criminoso que vem de outro país, temos de devolvê-lo à sua casa, porque se o prendemos aqui, ainda por cima temos que pagar para mantê-lo na cadeia", disse o deputado.

Olmedo acrescentou: "O povo boliviano é muito trabalhador e o respeito, mas os delinquentes têm de ficar do lado de lá".

O deputado fez os comentários num programa de televisão que discutia as medidas de restrição imigratória que o governo argentino aprovou, por decreto, na última segunda-feira (30).

Entre elas, está o aumento no controle de entrada e policiamento das fronteiras, agilização na deportação de estrangeiros que tenham cometido crimes na Argentina e o impedimento de entrada no país de imigrantes com registro criminal.

GOVERNO

Do lado do governo, porém, o deputado não recebeu apoio. A ministra de Segurança, Patricia Bullrich, ao defender o pacote de medidas, havia afirmado que "muitos paraguaios, bolivianos e peruanos se comprometem com o narcotráfico, em distintas fases da cadeia deste delito".

Porém, ao ser questionada sobre a possibilidade de a Argentina construir algum muro na fronteira com algum país vizinho, Bullrich disse: "Não, absolutamente".

Além disso, a Chancelaria argentina já havia lançado um comunicado expressando "preocupação com relação à iniciativa unilateral do governo dos EUA de levantar um muro na fronteira com o México".

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias