Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Entenda todo o vaivém no reajuste das tarifas de ônibus, metrô e trens em SP

Loading...

GERAL

Entenda todo o vaivém no reajuste das tarifas de ônibus, metrô e trens em SP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Desde que o prefeito João Doria (PSDB) prometeu congelar as passagens de ônibus durante a campanha eleitoral, em outubro de 2016, os preços previstos para as tarifas do transporte público em São Paulo (tanto municipal quanto estadual) vivem um vaivém.

No domingo (8), governo do Estado e prefeitura reajustaram os valores de integrações e bilhetes temporais de metrô, trens e ônibus, deixando a tarifa comum congelada a R$ 3,80.

Nesta terça (10), porém, o Tribunal de Justiça de SP resolveu manter uma decisão de primeira instância que suspendia o aumento das passagens, o que fará com que elas voltem aos preços de 2016 a partir desta quarta (11).

Entenda abaixo as reviravoltas nas decisões das duas gestões sobre os preços do transporte nos últimos meses.

4.out.2016

Durante campanha eleitoral, João Doria (PSDB) diz que passagens de ônibus seriam congeladas em 2017

6.out.2016

Promessa causa constrangimento ao governador Geraldo Alckmin (PSDB), seu padrinho político; o costume é combinar com a prefeitura reajustes das tarifas

18.nov.2016

Doria sinaliza que vai reavaliar gratuidade nos ônibus a idosos de 60 a 64 anos que ainda trabalhem para amenizar impacto do congelamento

25.out.2016

Alckmin encomenda estudo para rever gratuidades no Metrô e na CPTM, reavaliando, assim como Doria, o benefício a idosos

3.nov.2016

O diretor financeiro do Metrô, José Carlos Nascimento, afirma que teme uma fuga de usuários em caso de congelamento nos ônibus

30.dez.2016

Em conjunto, Alckmin e Doria anunciam congelamento das tarifas comuns em R$ 3,80 e reajuste acima da inflação nas integrações (de R$ 5,92 para R$ 6,80) e nos bilhetes mensal (de R$ 230 para R$ 300) e diário (de R$ 16 para R$ 20), a partir de 8.jan

6.jan.2017

- Justiça suspende liminarmente os reajustes após pedido da bancada do PT na Assembleia Legislativa; a decisão afirma que as pessoas que moram em locais mais distantes seriam mais prejudicadas

- Oficial de justiça tenta entregar notificação a Alckmin às 17h20, mas não consegue, porque o governador não estava

8.jan.2017

Governo faz os reajustes previstos e, mesmo dizendo não ter sido notificado da liminar, entra com recurso no Tribunal de Justiça para derrubar a decisão de primeira instância

10.jan.2017

- Quatro dias após a decisão da Justiça, governador é notificado

- Tribunal de Justiça nega recurso de Alckmin e mantém a decisão de primeira instância, afirmando que "a redução do desconto [...] não foi devidamente justificada"

- Governo estadual e prefeitura declaram que tarifas voltarão aos valores de 2016 a partir desta quarta (11)

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias