Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Movimento 5 Estrelas abandona bloco eurocético no Parlamento Europeu

Loading...

GERAL

Movimento 5 Estrelas abandona bloco eurocético no Parlamento Europeu

DIOGO BERCITO

MADRI, ESPANHA (FOLHAPRESS) - O partido populista italiano Movimento 5 Estrelas decidiu separar-se do grupo eurocético no Parlamento Europeu, em uma decisão que pode acalmar os mercados após uma sucessão de atritos no país.

O comediante Beppe Grillo, que lidera o movimento antissistema, havia pedido que os membros votassem em um referendo on-line para decidir a ruptura. A consulta foi encerrada no início da tarde desta segunda-feira (9) com 78,5% votos a favor.

O 5 Estrelas era até então aliado do Ukip (Partido pela Independência do Reino Unido) no Parlamento Europeu, um braço legislativo da União Europeia. Com o voto proposto por Grillo, o partido deve mover-se ao bloco dos liberais liderado pelo premiê belga, Guy Verhofstadt.

O Ukip foi uma das principais forças por trás do "brexit", a controversa decisão britânica de deixar a União Europeia. Verhofstadt, por outro lado, é um entusiasta da integração europeia.

Com isso, o 5 Estrelas poderia estar sinalizando sua transição a posições mais moderadas -o que tranquilizaria observadores externos, receosos de que o partido antissistema ganhe força na Itália e vote também por sua saída do bloco econômico.

Grillo nunca propôs tal medida, mas ele costuma ser crítico à moeda comum europeia, o euro. Ele também fez campanha contra o referendo constitucional proposto pelo então premiê Matteo Renzi, cuja derrota significou a queda de seu governo.

OPOSIÇÃO

O 5 Estrelas foi fundado em 2009 e tornou-se rapidamente uma das forças de oposição mais importantes da Itália. Assim como o Podemos, na Espanha, seu crescimento foi em parte devido à plataforma crítica à corrupção e ao "sistema".

O movimento conquistou 17 assentos nas eleições europeias de 2014 e aliou-se ao Ukip, com 22 cadeiras. Segundo Grillo, ambos os partidos só votaram juntos em um quinto das ocasiões durante os dois últimos anos.

Nigel Farage, do Ukip, reagiu ao anúncio do comediante e disse que o 5 Estrelas não sobreviveria em uma aliança liberal. A medida foi também criticada dentro do movimento italiano e por outros partidos populistas, como o xenófobo Liga Norte.

Para Grillo, no entanto, a adesão ao grupo dos liberais ajudaria a dar visibilidade ao partido, em um período fundamental de sua trajetória. É possível que a Itália tenha eleições antecipadas ainda neste ano, nas quais o 5 Estrelas pode ganhar espaço.

O bloco liberal -conhecido como Aliança de Liberais e Democratas pela Europa- tem 68 parlamentares e sua aliança com o 5 Estrelas se transformaria na terceira principal força do Parlamento Europeu, segundo Grillo.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 24/02

MARIA DE OLIVEIRA MARICATO, 74 anos
CACILDA LEITE DE SOUZA, 82 anos

IVAIPORÃ 23/02

MARIA JOSÉ PEREIRA, 90 ANOS
MARTA MARIA DA SILVA OLIVEIRA, idade não divulgada
SEBASTIANA RECHE RIBEIRO, 87 ANOS

MEGA SENA

CONCURSO 1907 · 25/02/2017

03 25 35 38 44 48