Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

ATUALIZADA - Rebeliões deixam ao menos 18 mortos em presídios no Norte

Loading...

GERAL

ATUALIZADA - Rebeliões deixam ao menos 18 mortos em presídios no Norte

- Atualizado em 17/10/2016 22:24

MARTHA ALVES, SIDNEY GONÇALVES DO CARMO E CAMILA DALL"AGNOL

SÃO PAULO, SP, E BOA VISTA, RR (FOLHAPRESS) - Ao menos 18 pessoas morreram em dois confrontos envolvendo facções criminosas dentro de presídios no Norte do país.

A primeira rebelião aconteceu na tarde deste domingo (16) na Penitenciária Agrícola de Monte Cristo, na zona rural de Boa Vista (RR), onde dez detentos morreram. A segunda foi na madrugada desta segunda (17) na Penitenciária Ênio dos Santos Pinheiro, em Porto Velho (RO), onde oitos presos morreram asfixiados.

De acordo com governo de Roraima, dez presos morreram durante rebelião, entre elas, o que é apontado como líder do Comando Vermelho no Estado, Valdenei de Alencar, conhecido como "vida loka".

Todos os detentos mortos têm idade máxima de até 30 anos –setes corpos foram empilhados e queimados, o que dificultou o trabalho da perícia para a identificação dos presos. Outros dois presos foram decapitados. O governo de Roraima afirmou que todos os detentos mortos pertenciam ao Comando Vermelho.

O secretário de Justiça e Cidadania, Uziel Castro, afirmou que detentos da ala 14 quebraram os cadeados da ala e invadiram a ala 12 e que também tentaram invadir a carceragem do presídio, mas foram impedidos.

A rebelião ocorreu no horário de visitas quando, segundo a Polícia Militar, cerca de 50 familiares estavam no local e foram feitos reféns. Após negociação, todos foram liberados sem ferimentos.

Cerca de 80 homens do Bope (Batalhão de Operações Especiais) foram ao presídio e controlaram a rebelião. Os presos foram encaminhados para as alas e foram trancados. Equipes do IML (Instituto Médico Legal) estiveram no local para realizar a perícia e identificar os corpos.

A pasta informou ainda que o caso será investigado e os responsáveis serão punidos conforme prevê a Lei de Execuções Penais. O governo do Estado de Roraima disse que lamenta e que condena o ocorrido, gerado pela rivalidade entre detentos que culminou nesta tragédia.

REBELIÃO EM RONDÔNIA

A segunda rebelião aconteceu na madrugada desta segunda-feira (17) na Penitenciária Ênio dos Santos Pinheiro, em Porto Velho (RO). De acordo com o governo do Estado, oito detentos foram mortos.

Segundo o governo, um grupo de criminosos ligado ao Comando Vermelho queimou colchões de um pavilhão onde estavam presos de uma facção rival –eles morreram asfixiados. O grupo reivindicava a liderança dentro do presídio.

REFORMA DO SISTEMA PRISIONAL

O ministro das Relações Exteriores, José Serra, disse que a solução para a violência e as violações de direitos humanos nos presídios passa por uma reforma do sistema prisional.

Questionado por jornalistas, nesta segunda-feira (17), na Índia, o ministro disse que não tinha conhecimento sobre as mortes no presídio de Roraima, mas disse que "esse é um problema grave no Brasil, que vem de décadas".

"É difícil imaginar resolver no curto prazo, porque implica reforma do sistema prisional e construção de presídios e custeio para manter presídios, que é altíssimo", afirmou o chanceler.

Colaborou ISABEL FLECK, Enviada Especial a Goa (Índia)

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 08/12

ÂNGELO RODRIGUES, 70 anos

CALIFÓRNIA
ENACIR MARIA CARDOSO, 53 anos

JANDAIA DO SUL 08/12

MARIA DO ROSARIO DE SOUZA BORGES, 50 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1883 · 07/12/2016

16 27 28 47 59 60