Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Donald Trump fez ponta em filme erótico da Playboy em 2000

Loading...

GERAL

Donald Trump fez ponta em filme erótico da Playboy em 2000

- Atualizado em 01/10/2016 20:26

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - É o caso típico do mundo que dá voltas. Horas depois do candidato republicano à Casa Branca, Donald Trump, usar o Twitter para chamar de repugnante uma ex-miss Universo por ter supostamente feito um vídeo de sexo, veio à tona imagem de um filme erótico da Playboy em que ninguém menos que o próprio empresário bilionário aparece.

O site "BuzzFeed" publicou imagens da breve participação de Trump no filme de 2000, com as gêmeas Darlene e Carol Bernaola. Nele, o republicano é o anfitrião das protagonistas, que estão em visita à Nova York, e estoura uma garrafa de champanhe em uma limusine com o famoso logo de coelho da revista. "Beleza é beleza, e vamos ver o que acontece em Nova York", diz o bilionário, em sua única fala.

O republicano não aparece em nenhuma cena de conteúdo erótico explícito, mas o filme inclui diversas imagens das coelhinhas nuas, em poses sensuais e trocando carícias, segundo o "BuzzFeed".

Horas antes, mais precisamente entre 5h14 e 5h30 de sexta-feira (30), Trump usou seu perfil no Twitter para classificar a venezuelana Alicia Machado de "repugnante", oferecendo como evidência um suposto "vídeo de sexo" com a participação dela.

As declarações reacenderam a polêmica retomada no debate dos presidenciáveis, quando sua rival, a democrata Hillary Clinton, criticou o republicano por ter chamado Machado, miss Universo de 1996, de gorda.

"Uau, Hillary trapaceira foi enganada e usada pela minha pior Miss. U. Hillary a apresenta como um 'anjo' antes de checar seu passado, o que é terrível!", atacou Trump em uma das mensagens. "Será que Hillary trapaceira ajudou a repugnante (chequem seu vídeo de sexo e passado) Alicia M a se tornar cidadã dos EUA para que pudesse ser usada no debate?"

Hillary acusou o rival de destratar Machado em público com apelidos como "miss porquinha" por seu peso e "miss empregada", por sua origem latina. Trump ficou sem ação. "Onde você achou isso?", perguntou.

Nascida na Venezuela, Machado, 39, foi eleita miss Universo em 1996, quando Trump detinha os direitos do concurso. No dia seguinte ao debate, o bilionário não recuou. "Ela foi a pior miss. Venceu o concurso e ganhou enorme quantidade de peso, isso foi um problema real", disse.

Checadores de dados não acharam nenhum "vídeo de sexo" com Machado, levando a especulações de que Trump se referiu a imagens de um amasso entre a ex-miss e um competidor no reality show espanhol La Granja (A Fazenda, na versão brasileira).

"Que tipo de homem fica acordado a noite inteira caluniando uma mulher com mentiras e teorias conspiratórias?", atacou Hillary. "Isso é desequilibrado até para Trump."

Os checadores também contestaram outra acusação de Trump, a de que Machado foi cúmplice do ex-namorado numa tentativa de assassinato em 1997. O caso ocorreu, mas Machado não foi indiciada por falta de provas.

"Não sou santa, mas esse não é o ponto", disse a ex-miss em entrevista à CNN, em que contou ter desenvolvido um distúrbio alimentar após ter sua auto-estima "destruída" por Trump.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 05/12

APUCARANA YOSHIMATSU NIKI, 99 ANOS
JOSÉ BECEL, 80 ANOS
SULINA ANTÔNIO DA SILVA, 82

APUCARANA 05/12

YOSHIMATSU NIKI, 99 anos

SULINA ANTONIA DA SILVA, 82 anos

JOSE BECEL, 80 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1882 · 03/12/2016

09 10 19 35 37 41