Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Grupo militante curdo reivindica ataque na capital da Turquia

Loading...

GERAL

Grupo militante curdo reivindica ataque na capital da Turquia

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um grupo militante curdo antes relacionado ao Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK, na sigla em inglês) reivindicou responsabilidade nesta sexta-feira (19) pelo ataque que deixou 28 mortos em Ancara nesta semana.
Os Falcões da Liberdade do Curdistão (TAK, na sigla em inglês) disseram que o ataque foi uma resposta às políticas do presidente Tayyip Erdogan, afirmando que manterá suas ações.
De acordo com o grupo, o atentado foi lançado por um cidadão turco de 26 anos que nasceu em Van, cidade no leste do país.
Em dezembro, o TAK reivindicou responsabilidade por ataque de morteiro em um dos aeroportos de Istambul, que matou uma funcionária.
No passado, o TAK disse que seu relacionamento com os militantes do PKK havia sido rompido.
As duas organizações são consideradas terroristas pela Turquia e os EUA.
Um carro carregado com explosivos foi detonado perto de veículos militares enquanto esperavam que o sinal abrisse no centro administrativo de Ancara na quarta-feira (17).
O governo responsabilizou o PKK e o grupo sírio curdo YPG pelo ataque.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias