Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Bairros afastados exigem mesmo veto a bares e restaurantes dado aos Jardins

Loading...

GERAL

Bairros afastados exigem mesmo veto a bares e restaurantes dado aos Jardins

GIBA BERGAMIM JR.
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após a a gestão Fernando Haddad (PT) vetar bares e restaurantes em áreas nobres como Jardins, Pacaembu e City Lapa (zona oeste), bairros mais afastados do centro que são considerados reservas verdes da cidade exigem o mesmo benefício.
Com ruas cercadas por jardins distribuídos em calçadas largas e praças, o Jardim Marajoara (zona sul) é um deles. A associação de moradores local já levou a vereadores cerca de 2 mil assinaturas de pessoas que pedem a manutenção do perfil estritamente residencial.
"Porque não podemos ter o mesmo benefício dos Jardins? O Jardim Marajoara se encaixa nos mesmos moldes. Aqui é um parque aberto, que consideramos o pulmão da região de e Santo Amaro", diz Claudia Maksoud, porta voz da associação de moradores do bairro.
Conforme a Folha revelou na última segunda-feira (15), o texto da lei de zoneamento foi alterado a uma semana das discussões para a segunda votação do texto depois de forte lobby de associações de moradores.
Agora, a lei proibirá restaurantes, bares e bufês em regiões como Jardins, Pacaembu e City Lapa, áreas nobres da zona oeste da cidade que são tombadas pelo patrimônio histórico.
A mudança, no entanto, vale apenas para essas três subprefeituras onde estão esses bairros. A alteração deu margem a reclamações de outros bairros estritamente residenciais.
De acordo com o mapa da lei de zoneamento, a rua Ministro Álvaro de Souza Lima, que corta o bairro passará a ser um corredor comercial, o que liberará estabelecimentos comerciais ali.
Planejado nos anos 1950, o Jardim Marajoara é estritamente residencial. Tem ruas largas com casas para somente uma família. Quem mora ali diz ser frequente a aproximação de pássaros como o pica-pau nas vias arborizadas.
O bairro tem 436 imóveis apenas, segundo Maksoud. "Fizemos um levantamento que mostra que há 36 restaurantes muito próximos daqui, nas imediações da avenida Washington. Também temos três redes de supermercado ao nosso lado. Já é suficiente", disse ela.
CASA DO PREFEITO
Outro grupo de moradores que pressiona vereadores e a prefeitura é o do Planalto Paulista, bairro da zona sul onde o prefeito Fernando Haddad (PT) tem um imóvel.
Desde o início das discussões da lei de zoneamento, eles pedem a exclusão de corredores comerciais planejados ali. O medo deles é que as avenidas Ceci e Afonso Mariano Fagundes se tornem corredores comerciais.
A Sociedade dos Amigos do Planalto Paulista publicou em seu site a lista de reivindicações que ainda não foram atendidas. Eles dizem que a aprovação do projeto em primeira discussão no ano passado ocorreu a toque de caixa, ignorando os pedidos dos moradores.
O relator da lei, vereador Paulo Frange (PTB), disse que os pleitos dos bairros estão sendo analisados e poderão ser debatidos ao longo desta semana em plenário.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

ARAPONGAS 06/12

VICTOR FUGANTI, 94 ANOS

ANTÔNIO JACOMETO, 81 ANOS

GUILHERME GONÇALVES SOARES, 17 ANOS

APUCARANA 05/12

APUCARANA YOSHIMATSU NIKI, 99 ANOS
JOSÉ BECEL, 80 ANOS
SULINA ANTÔNIO DA SILVA, 82

MEGA SENA

CONCURSO ·