Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

​Multas caem 38% nas rodovias da região

Loading...

TRÂNSITO

​Multas caem 38% nas rodovias da região

Trecho de 11 km entre Apucarana e Arapongas na BR-369 foi o que registrou maior queda | Foto: Delair Garcia

Segundo dados divulgados ontem pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), o número de multas nas rodovias federais da região de Apucarana caiu em 2015, na comparação com o ano anterior. A redução ficou em 38,2% na soma da BR-376 e da BR-369. Para a PRF, os números refletem um aumento da conscientização dos motoristas, gerada pelo trabalho intensivo dos policiais registrado em 2014.

A maior queda ocorreu na BR-369, no trecho de 11 quilômetros entre Apucarana e Arapongas que já foi um campeão de multas. Em 2014, a PRF registrou 6.038 notificações no trecho, praticamente uma a cada uma hora e meia. Já em 2015, esse número baixou 45,9%, chegando a 3.264 multas, ou uma a cada três horas em média.

Responsável por 90% das multas em 2014, a velocidade acima do permitido foi a grande causadora da redução nos números. Em 2014 foram aplicadas 5.472 multas por excesso de velocidade. No ano seguinte, esse número caiu praticamente à metade: foram 2.769 notificações dessa natureza. Já na BR-376, o trecho pesquisado tem 62 quilômetros e vai de Apucarana até o final da duplicação em Mauá da Serra, local conhecido como Serra do Cadeado. 

Em 2014, esse trecho apresentou um total de 5.344 multas em 2014. No ano seguinte, esse número baixou para 3.762, uma queda de 29,6%. Mais de um terço dessas multas são por ultrapassagens em local proibido, o que configura esta como a principal infração do trecho. De acordo com os dados da PRF, esse tipo de violação caiu 70%. Em 2014, foram 1.962 notificações desse tipo. Já em 2015, o número foi para 587.

Chefe do Núcleo de Policiamento e Fiscalização da 7ª Delegacia Regional da PRF em Londrina, Sérgio Oliveira destaca a queda dos números como um reflexo importante do trabalho realizado pelos policiais. “Em 2014, realizamos um trabalho forte, com a intenção de coibir e conscientizar os condutores. Com isso, a tendência é de que os motoristas se tornem mais cautelosos e, com isso, as infrações caiam”. 

Ele ressalta ainda que essa tendência vem se refletindo no número de acidentes. “Houve uma redução no número e na gravidade dos acidentes, praticamente na mesma proporção da redução das infrações. A imprudência é a causa da grande maioria dos acidentes. Com os motoristas mais conscientes, a tendência é de que o trânsito se torne mais seguro”.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

ARAPONGAS 02/12

DAVI DE SOUZA, 54 anos

ARAPONGAS 02/12

DAVI DE SOUZA, 54 ANOS

MEGA SENA

CONCURSO 1881 · 30/11/2016

03 10 30 44 53 56