Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Seul suspenderá operações em parque industrial com a Coreia do Norte

Loading...

GERAL

Seul suspenderá operações em parque industrial com a Coreia do Norte

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Coreia do Sul anunciou nesta quarta (10) que vai suspender suas operações no complexo industrial intercoreano de Kaesong, em resposta ao teste nuclear realizado pelo vizinho do norte em janeiro e ao lançamento de um foguete, no último domingo (7).
O parque industrial, que é um raro símbolo de aproximação entre as duas Coreias, sempre foi refém das tensões entre os países, mas esta é a primeira vez, desde a abertura do complexo em 2004, que a suspensão das operações vem da parte de Seul.
Em 2013, o complexo ficou paralisado por cinco meses, quando a Coreia do Norte retirou seus 53 mil trabalhadores em represália a duas resoluções da ONU contra o país. Três anos antes, Pyongyang já havia expulsado funcionários sul-coreanos de Kaesong após cortar relações com Seul.
"Decidimos interromper todas as operações no complexo de Kaesong para que (...) o Norte não utilize nossos investimentos para financiar seu desenvolvimento nuclear e balístico", afirmou o ministro da Unificação, Hong Yong-Pyo.
Kaesong abriga 124 empresas sul-coreanas e proporciona emprego a cerca de 53 mil norte-coreanos. O complexo, que fica do lado norte-coreano da fronteira, permitiu que o isolado e empobrecido Estado do norte arrecadasse divisas.
O governo e as empresas sul-coreanas investiram no projeto ao longo dos anos US$ 837 milhões, de acordo com Hong. O ministro afirmou que o dinheiro foi utilizado por Pyongyang para executar seus testes nucleares, unanimemente condenados pela comunidade internacional.
O governo sul-coreano também anunciou que intensificará a propaganda sonora na fronteira com a Coreia do Norte, em resposta ao foguete de longo alcance lançado no domingo pelo regime. O governo de Kim Jong-un alega que o lançamento foi para colocar em órbita um satélite.
As Nações Unidas e alguns países, no entanto, julgam ser um disfarce para um teste proibido de um míssil que poderia atingir a área continental dos EUA. Logo após o lançamento, o Conselho de Segurança condenou a ação e afirmou que irá adotar "medidas significativas" em resposta às violações das resoluções da ONU.
"Instalamos novos alto-falantes e difundimos programas mais longos a cada dia desde então", informou à AFP o ministério sul-coreano da Defesa em referência ao lançamento de domingo.
JAPÃO
Também em represália ao lançamento do foguete, o Japão afirmou nesta quarta-feira (10) que vai impor sanções a Pyongyang. Segundo autoridades do Japão, a remessa de dinheiro para a Coreia do Norte está, em princípio, proibida.
O Japão aliviou algumas sanções sobre a Coreia do Norte em julho de 2014, depois de o governo de Pyongyang ter reaberto investigação sobre o paradeiro de cidadãos japoneses que foram capturados por agentes norte-coreanos há décadas para ajudar no treinamento de espiões, apesar de pouco progresso ter sido alcançado desde então.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 22/02

MARIA DE FATIMA DA SILVA, 63 anos

APUCARANA 21/02

CARLOS FRANCISCO DA SILVA, 57 anos
JECYR MASTRO, 91 anos
DULCINEIA RODRIGUES, 37 ANOS
MARIA DE FÁTIMA DA SILVA, 63 ANOS

IVAIPORÃ
ADON SCHMIDT DE OLIVEIRA, 63 ANOS

MEGA SENA

CONCURSO 1905 · 21/02/2017

29 35 43 54 56 57