Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Assaltos em série ameaçam chegada de foliões ao sambódromo do Rio

Loading...

GERAL

Assaltos em série ameaçam chegada de foliões ao sambódromo do Rio

FABIO BRISOLLA E BRUNA FANTTI
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A falta de segurança nas vias de acesso ao sambódromo no centro do Rio resultou em uma experiência traumática para muitos foliões na noite de domingo (7) e na madrugada desta segunda (8).
Houve uma série de assaltos tanto na chegada dos foliões na área de concentração quanto na saída do setor de dispersão dos desfiles.
A maior incidência de roubos ocorreu ao longo da avenida Presidente Vargas, por onde chegavam as pessoas que iram desfilar nas escolas.
"Vi quando um deles tentou roubar um senhor, de uns 60 anos, que tentou resistir. Ele caiu no chão e apareceram vários outros para bater nele. Começaram a dar socos. Foi uma cena muito violenta", disse à reportagem a publicitária carioca Liliane Deluiz de Oliveira, 29, moradora do Leblon, que foi ao sambódromo para desfilar pela União da Ilha. "A mulher dele ficou desesperada com a agressão e se jogou em cima do marido para tentar protegê-lo."
Uma grade de ferro, com quase três metros de altura, foi instalada na Presidente Vargas com a função de isolar os participantes do desfile que estão na concentração.
O casal citado por Liliane estava fora desta área restrita a quem vai desfilar. E a grade impedia que fossem socorridos por quem estava na concentração.
"A gente não tinha como fazer nada. Todo mundo começou a gritar: 'Solta! Solta! Solta!'. Foi muito revoltante assistir àquilo", disse a paulistana Maria Carolina Togeiro de Alckmin, 30, que também aguardava para desfilar na União da Ilha.
Procurada pela reportagem, a Polícia Militar do Rio informou ter prendido dois homens que tentaram roubar uma mulher na Presidente Vargas, a 900 metros do sambódromo, próximo ao Campo de Santana.
A PM também apreendeu quatro menores e deteve um homem perto da Central do Brasil, todos flagrados em roubos, também a 900 metros do sambódromo carioca.
Ainda segundo a PM, um homem com uma peixeira foi preso na Presidente Vargas perto da estação Uruguaiana do metrô, após ter roubado uma mochila. Em outro trecho desta mesma via, houve mais uma prisão por roubo de celular.
A reportagem apurou que policiais desta área foram orientados a não perseguir suspeitos em trechos com muita aglomeração de pessoas para evitar uma reação generalizada de pânico.
"Não havia um policial por perto quando o casal foi atacado na nossa frente", ressaltou Maria Carolina, que também presenciou uma tentativa de assalto ao deixar o sambódromo.
O desfile deste domingo foi o primeiro dela na Marquês de Sapucaí – a rua por onde passam as escolas de samba: "Nunca mais. Sapucaí, nunca mais".

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 03/12

ALTAIR RAIMUNDO DE SOUZA, 46 anos
AMADEU FERNANDES, 58 anos

ARAPONGAS 02/12

DAVI DE SOUZA, 54 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1882 · 03/12/2016

09 10 19 35 37 41