Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Hillary diz que aceitou cachês de Wall Street porque 'ofereceram'

Loading...

GERAL

Hillary diz que aceitou cachês de Wall Street porque 'ofereceram'

THAIS BILENKY
NOVA YORK, EUA (FOLHAPRESS) - Diante de ataques do oponente Bernie Sanders, a pré-candidata democrata à Casa Branca Hillary Clinton disse que não vê problemas em ter recebido cachês de Wall Street para proferir palestras e desqualificou críticas segundo as quais ela não seria uma progressista convicta.
"Foi o que eles ofereceram", respondeu Hillary sobre ter aceitado pagamento de US$ 675 mil do banco Goldman Sachs. "E não estão me dando mais tanto dinheiro assim", observou, em sabatina organizada pela rede CNN em New Hampshire nesta quarta-feira (3).
Mais cedo, Sanders disse que "alguns dias, sim", Hillary Clinton era a "progressista que põe ideias em prática" que ela diz ser, "exceto quando ela anuncia ser uma moderada orgulhosa", completou, lembrando de declaração de setembro da adversária.
Bandeiras socialistas levantadas por Sanders atraíram eleitores em geral desmotivados a ir às urnas, especialmente os jovens, provocando acenos de Hillary a ideias mais de esquerda.
Na sabatina, à noite, o senador voltou ao tema. "Há alguns outros temas nos quais ela não é tão progressista assim. Não conheço nenhum progressista que tenha um 'super PAC' que receba US$ 15 milhões de Wall Street", atacou.
Os "super PACs" são organizações que podem arrecadar dinheiro com empresas e sindicatos, entre outros, para apoiar candidatos ou causas (não doar diretamente, em tese), sem os limites impostos a empresas e pessoas físicas.
Hillary disse que as acusações eram um "golpe baixo" e, na sabatina, observou que compartilha diversos ideais com o senador e considerou a discussão fora de foco.
"Pela definição dele, [o presidente dos EUA] Barack Obama não seria um progressista, [seu vice] Joe Biden não seria um progressista", afirmou a ex-senadora.
O oponente havia sido questionado em sua sabatina se o presidente dos EUA teria frustrado os progressistas, ao que ele respondeu que os republicanos "têm um problema chamado amnésia" e esqueceram da recuperação econômica liderada por Obama desde a crise financeira de 2008.
Não obstante, ele criticou o Tratado Transpacífico (TTP), assinado por Obama.
Em meio ao duelo de convicções, algumas diferenças de pontos de vista ficaram claras.
Sanders afirmou que, se eleito, aumentará os impostos da classe média para custear um sistema de saúde universal e gratuito no país. Hillary Clinton afirmou que não o faria, porque os trabalhadores americanos ainda lutam para superar a crise de 2008.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 08/12

ÂNGELO RODRIGUES, 70 anos

CALIFÓRNIA
ENACIR MARIA CARDOSO, 53 anos

JANDAIA DO SUL 08/12

MARIA DO ROSARIO DE SOUZA BORGES, 50 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1883 · 07/12/2016

16 27 28 47 59 60