Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Parte da Vila Madalena terá desfile de blocos até as 16h

Loading...

GERAL

Parte da Vila Madalena terá desfile de blocos até as 16h

SIDNEY GONÇALVES DO CARMO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Prefeitura de São Paulo vai manter limite máximo de 15 mil pessoas na Vila Madalena, bairro boêmio da zona oeste, e ampliar para cinco o número de palcos espalhados pela cidade para ajudar na dispersão dos foliões durante o Carnaval de rua.
Na Vila Madalena, a subprefeitura de Pinheiros criou a ZAE (Zona de Atenção Especial), no qual a folia na região continua restrita entre as ruas Aspicuelta, Fradique Coutinho, Fidalga e Mourato Coelho, como no ano passado. A diferença é que este ano os blocos dentro dessa área terão de encerrar seus desfiles às 16h. Nas demais áreas da região, a festa termina às 20h.
O secretário municipal de Cultura, Nabil Bonduki, afirmou nesta quinta-feira (28) que a cidade terá 355 blocos com expectativa de público de 2 milhões de pessoas durante todo o período carnavalesco, que começa nesta sexta (29) e termina no dia 14 de fevereiro. Em 2015, a cidade recebeu 260 blocos.
"A medida é necessária para que se possa realizar a limpeza nas ruas e, também, evitar transtornos causados aos moradores", disse a subprefeita de Pinheiros, Harmi Takiya.
De acordo com Takiya, haverá bloqueios de entrada e saída, onde ficará proibido o acesso de carros - exceto os de moradores. Bebidas alcoólicas, garrafas ou comida só poderão ser vendidos por ambulantes cadastrados. Ao atingir a capacidade de 15 mil, a Polícia Militar e a Guarda Civil Metropolitana vão impedir a entrada de novos foliões. "Os organizadores dos blocos estarão sujeitos a penalidades em caso de descumprimento das regras", disse a subprefeitura.
A liberação das vias será realizada pela CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), após a limpeza pelas equipes de serviço. A Subprefeitura de Pinheiros afirmou que orientou os donos de bares a fechar os estabelecimentos até as 22h para evitar "aglomerações após o término dos desfiles e, assim, garantir a tranquilidade dos moradores".
Bonduki disse que a Vila Madalena virou polo de atração, mas que a prefeitura está criando alternativas para dispersar esses foliões como a criação de cinco palcos, um em cada macrorregião da cidade. "O problema da Vila Madalena é que a região virou polo de atração, independentemente do Carnaval. Estamos criando mais alternativas fora dessa região, como novos polos de entretenimento, como os palcos que serão montados pela cidade para que haja equilíbrio entre os foliões e os moradores”.
Takiya também afirmou que será criada uma "sala de situação", entre as ruas Morato Coelho e a Inácio Pereira da Rocha, no qual haverá representantes da PM, das secretarias, da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego) para acompanhar e dar segurança aos foliões e moradores. O coordenador das Subprefeituras, Luiz Antonio de Medeiros, afirmou que uma outra "sala de situação" será montada na Bela Cintra, como nos anos anteriores.
No Carnaval passado, a Vila Madalena foi palco de vários confrontos entre os foliões e a Polícia Militar. No dia 17 de fevereiro, a PM usou bombas de gás para dispersar os foliões na região da esquina das ruas Aspicuelta e Fidalga, deixando ao menos quatro pessoas feridas.
PALCOS COM SHOWS
Além do palco montado no largo da Batata, a prefeitura decidiu criar mais quatro palcos para ajudar na dispersão dos foliões após a passagem dos blocos de rua. No largo da Batata, em Pinheiros (zona oeste), o palco será montado a partir deste sábado (30) e entre os dias 6 a 9 de fevereiro, das 18h às 23h30.
Os demais palcos serão montados apenas no fim de semana de Carnaval (6-9 de fevereiro) nas seguintes regiões: M’Boi Mirim (avenida Inácio Dias da Silva), Pirituba (rua Gonzales Catan), Itaquera (praça da rua Giácomo Quirino) e Vale do Anhangabaú (embaixo do viaduto do Chá).
Com exceção da festa no Vale do Anhangabaú que acontece das 18h às 23h30, os shows nos demais palcos serão das 16h às 22h. A programação completa dos shows está disponível no site Carnaval de Rua, da prefeitura.
INVESTIMENTO
Com a expansão do número de blocos, a prefeitura estima investir cerca de R$ 10,5 milhões em infraestrutura, sendo R$ 7 milhões do próprio governo e R$ 3,5 milhões por meio de patrocínio, firmado com a cerveja Amstel e a Caixa Econômica Federal. Com isso, haverá 1.700 agentes da CET, 2.100 agentes de limpeza, 48 postos médicos, 242 ambulâncias de remoção e 122 com UTIs e 8.108 diárias de banheiros químicos.
Medeiros disse ainda que as Subprefeituras disponibilizará cerca de 130 agentes, que contarão com ajuda de mutirões de equipes do Psiu e da Lei Cidade Limpa para realizar a fiscalização nos locais, principalmente nos pontos de grandes concentrações, como Pinheiros, Sé, Lapa e Vila Mariana. Em 2015, a prefeitura aplicou R$ 720 mil em multas referentes à Lei Cidade Limpa e apreendeu 61 mil produtos irregulares.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 03/12

ALTAIR RAIMUNDO DE SOUZA, 46 anos
AMADEU FERNANDES, 58 anos

ARAPONGAS 02/12

DAVI DE SOUZA, 54 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1882 · 03/12/2016

09 10 19 35 37 41