Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Ministro da Saúde diz que Brasil perde "feio" no combate ao Aedes aegypti

Loading...

GERAL

Ministro da Saúde diz que Brasil perde "feio" no combate ao Aedes aegypti

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Em mais uma declaração polêmica, o ministro da Saúde, Marcelo Castro, disse nesta segunda-feira (25) que o Brasil está perdendo "feio" no combate ao mosquito Aedes aegypti, que transmite dengue, zika e chikungunya.
A afirmação ocorreu após visita à sala de coordenação instalada pelo governo do Distrito Federal para organizar novas ações de controle do vetor na região.
"Nós estamos há três décadas com o mosquito aqui no Brasil e estamos perdendo feio a batalha para o mosquito", afirmou, ao lembrar que o país registrou recorde de casos de dengue em 2015, com mais de 1,6 milhão de casos.
A declaração de que o país perde a batalha contra o mosquito, no entanto, gerou insatisfação no Planalto, que tem buscado reforçar as ações no combate ao mosquito - além da dengue, o país viu crescer nos últimos meses o número de Estados com circulação confirmada do vírus zika.
Desde a última semana, a presidente Dilma Rousseff têm feito reuniões para discutir novas medidas para evitar o avanço do vírus, que tem sido associado à ocorrência de microcefalia em recém-nascidos.
Essa não foi, no entanto, a primeira vez que o ministro fez críticas à falta de ações contra o Aedes aegypti.
Em dezembro, o ministro disse, em audiência na Câmara, que houve uma certa "contemporização" do governo e sociedade no combate ao mosquito. "Ficamos sempre na loteria", afirmou.
VACINA
Durante o encontro nesta segunda-feira, Castro também disse que a situação se agrava diante da falta de uma vacina contra o zika.
"Toda a nossa energia e nossos esforços são dirigidos numa ação única e concentrada, que é o combate ao vetor. Ainda não temos outra arma disponível no momento. A arma fatal e maior que podemos ter é a vacina, mas sabemos que, por mais rápido que ande, vamos demorar de três a cinco anos", disse.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 10/12

IZAURA FERREIRA DE ANDRADE, 70 ANOS

ARAPONGAS
CLÁUDIO SILVA, 88 ANOS

IVAIPORÃ
VALDETE CORDEIRO PEREIRA, recém-nascida
MIRIAM PEREIRA DE LIMA, 70 ANOS
CLÓVIS DE ALCÂNTARA BRASIL, 53 ANOS

APUCARANA 09/12

HELENA CORREA DE ANDRADE, recém-nascida

MEGA SENA

CONCURSO 1884 · 10/12/2016

01 04 23 32 38 59