Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Alckmin assina convênio para agilizar obras do Museu da Língua Portuguesa

Loading...

GERAL

Alckmin assina convênio para agilizar obras do Museu da Língua Portuguesa

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um mês após incêndio destruir o Museu da Língua Portuguesa e parte da estação da Luz, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), assinou um convênio com a Fundação Roberto Marinho, que implantou o museu, e com a organização social ID Brasil para a acelerar a reconstrução e restauração.
"Nós assinamos hoje um convênio com a Fundação Roberto Marinho que vai nos ajudar a liderar esse trabalho de reconstrução do museu. Quero destacar que em tempo recorde, 30 dias, nós estamos com 90% da área liberada e, agora, com esse convênio conseguiremos realizar o trabalho o mais rápido possível", disse Alckmin, após o encontro realizado no Palácio dos Bandeirantes nesta quinta-feira (21).
A Secretaria do Estado da Cultura informou o convênio vai garantir celeridade às obras de restauro, que serão alavancadas com a indenização do seguro -prédio tinha apólice contra incêndios no valor de R$ 45 milhões. "A seguradora já vistoriou o local e está analisando o valor final do prêmio. Além disso, a secretaria também articulará outros parceiros e patrocinadores que já demonstraram interesse em apoiar a recuperação do Museu da Língua Portuguesa", disse, em nota, a pasta.
Pelo convênio, a Fundação Roberto Marinho, que implantou o museu em 2006, será responsável por executar as obras de reconstrução, restauro e reinstalação do museu, inclusive com as revisões museográficas, com colaboração da secretaria e da ID Brasil, que gerencia o espaço.
O diretor do Museu da Língua Portuguesa, Antonio Carlos Sartini, 55, disse no começo de janeiro que espera reabrir o espaço na estação Luz até 2018. "O governador inaugurou o museu em 2006. Imagino que queira reabri-lo em 2018, último ano do mandato. É uma convicção minha, acho que é possível."
OBRAS
Com orientação do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas), a secretaria diz que as paredes do terceiro pavimento foram escoradas para garantir a estabilidade necessária à passagem dos trens e à segurança dos passageiros na área de embarque.
A estação da Luz, no centro de São Paulo, foi reaberta parcialmente aos usuários no dia 31 de dezembro. Com a reabertura, os trens das linhas 7-rubi e 11-coral da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) voltaram a passar pela estação para embarque e desembarque de passageiros.
As lajes foram limpas e os entulhos, retirados, para facilitar as avaliações técnicas necessárias antes do restauro. Nos próximos dias, segundo a secretaria, será entregue um laudo mais aprofundado indicando quais os impactos do incêndio à estrutura do edifício.
INCÊNDIO
Patrimônio histórico na região central de São Paulo, o complexo da estação da Luz -que engloba a estação homônima de transporte e o Museu da Língua Portuguesa- foi parcialmente consumido por um incêndio no dia 21 de dezembro.
O fogo começou por volta das 15h50 e foi controlado após duas horas e meia. O bombeiro civil Ronaldo Pereira, 39, que trabalhava no local, fechado às segundas para visitas, morreu após parada cardiorrespiratória devido à fumaça.
Segundo o Corpo de Bombeiros, as chamas destruíram o segundo e o terceiro andares do prédio. O teto de madeira desabou. A estrutura da estação de trem, erguida em 1867, não sofreu dano.
"O museu foi totalmente afetado, é uma tragédia", afirmou o secretário do Estado da Cultura, Marcelo Araujo, na ocasião. Todo o acervo do local é digital e, de acordo com ele, conta com cópia de segurança.
O museu e todo o complexo da estação da Luz não tinham aval dos bombeiros para funcionar.
Como era o Museu da Lingua Portuguesa

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 03/12

ALTAIR RAIMUNDO DE SOUZA, 46 anos
AMADEU FERNANDES, 58 anos

ARAPONGAS 02/12

DAVI DE SOUZA, 54 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1882 · 03/12/2016

09 10 19 35 37 41