Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Fluxo de refugiados desestabiliza União Europeia, diz premiê francês

Loading...

GERAL

Fluxo de refugiados desestabiliza União Europeia, diz premiê francês

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, afirmou nesta sexta-feira (22) que a Europa não pode aceitar todos os refugiados que chegam a suas fronteiras, e que o fluxo de estrangeiros está ameaçando a ideia da União Europeia.
"Nós não podemos dizer ou aceitar que todos esses refugiados (...) sejam bem-vindos na Europa", declarou Valls à emissora britânica BBC, durante o Fórum Econômico Mundial, em Davos, na Suíça. "Caso contrário, nossas sociedades serão completamente desestabilizadas."
O premiê também fez apelo por um maior controle sobre as fronteiras externas da União Europeia (UE), tendo em vista que controles e bloqueios recém-introduzidos em várias fronteiras nacionais dentro do bloco põem em xeque instituições comunitárias, como a livre circulação de pessoas.
"Se a Europa for incapaz de proteger suas próprias fronteiras, é a própria ideia de Europa que será questionada", afirmou.
A Europa recebeu em 2015 um número sem precedentes de migrantes e refugiados, que fogem de conflitos e pobreza em outras partes do mundo. O Acnur (Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados), estima que 1 milhão de pessoas tenham cruzado o Mediterrâneo em busca de asilo no ano passado, e que mais de 3.500 tenham morrido afogadas na travessia.
Diante da crise migratória, alguns chefes de Estado da região, liderados pela chanceler alemã, Angela Merkel, adotaram, em um primeiro momento, uma política de portas abertas para os refugiados. A Alemanha foi o país que mais recebeu estrangeiros, tendo registrado em 2015 ao menos 1,1 milhão de pedidos de asilo.
Valls disse que a Europa precisa "ajudar a Alemanha", mas também enviar uma mensagem diferente da emitida por Merkel para conter a crise migratória.
"A primeira mensagem que precisamos passar agora com a maior firmeza é que nós não vamos receber todos os refugiados na Europa", disse Valls. "Porque uma mensagem que diz 'venha, você será bem-vindo', provoca grandes mudanças."
A declaração do premiê francês acompanha a postura de outros líderes europeus, que vêm demonstrando um endurecimento frente aos refugiados. A própria Alemanha anunciou medidas paraexpulsar estrangeiros que tenham cometido crimes, após uma onda de assaltos e agressões sexuais contra mulheres, atribuídos quase exclusivamente a imigrantes, durante celebrações de Ano-Novo na cidade de Colônia.
De acordo com Valls, depois dos incidentes de Colônia, os países da UE têm clareza de que "é preciso encontrar soluções práticas para suas fronteiras".
TERRORISMO
Com relação à atuação de grupos terroristas na Europa, Valls disse que a França "pode ver ataques novamente", e que ao menos seis planos de atentados foram frustrados pelas autoridades do país nos últimos meses.
Paris foi alvo de dois grandes ataques em 2015: em janeiro, 17 pessoas morreram na invasão à redação do semanário satírico "Charlie Hebdo" e em ações relacionadas, e em novembro atiradores e homens-bomba ligados à milícia radical Estado Islâmico (EI) mataram 130 pessoas em diferentes pontos da cidade.
Desde então, o governo francês intensificou seus bombardeios contra o EI na Síria e implementou um estado de emergência, criticado por alguns especialistas e ativistas por impor limites a direitos fundamentais, como a liberdade de manifestação.
Questionado sobre a duração do estado de emergência, previsto para ter fim em 26 de fevereiro, o premiê francês disse que a medida será mantida pelo tempo necessário, até que termine uma "guerra total e global" contra o EI.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

ARAPONGAS 01/12

ALZIRA GUERINO, 88 anos
MARCOS ANTÔNIO PEGORER, 52 anos
ARMANDO TOALIARI, 79 anos

APUCARANA 01/12

JESUÍNO JOSE RIBEIRO, 84 anos
CLEMENTE LEITE DA SILVA, 77 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1881 · 30/11/2016

03 10 30 44 53 56