Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Em meio a protestos violentos, Senado do Haiti aprova suspender pleito

Loading...

GERAL

Em meio a protestos violentos, Senado do Haiti aprova suspender pleito

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Após uma série de protestos violentos, o Senado do Haiti aprovou nesta quinta-feira (21) uma resolução para suspender o segundo turno das eleições, programado para o próximo fim de semana.
O voto do Senado, entretanto, não é vinculante, pois cabe à comissão eleitoral decidir sobre o cancelamento do pleito.
O segundo turno das eleições presidenciais e legislativas estava previsto para acontecer no domingo (24), depois de dois adiamentos. Entretanto, o governo anunciou ter a intenção de cancelá-lo devido aos protestos violentos que, nos últimos dias, abalaram a capital do país, Porto Príncipe.
Nos protestos, manifestantes montaram barricadas, incendiaram carros entraram em confronto com as forças de segurança.
Os manifestantes foram às ruas depois de o candidato opositor, Jude Célestin, convocar um boicote ao pleito, acusando o governo de promover uma "fraude massiva" em favor do candidato Jovenel Moise.
Moise é empresário do ramo do agronegócio e foi apontado pelo presidente Michel Martelly como candidato a sucedê-lo. Ele foi o mais votado no primeiro turno, realizado em 25 de outubro com a presença de observadores internacionais, e Célestin ficou em segundo lugar.
Martelly acusa a oposição de fazer acusações sobre fraudes eleitorais para enfraquecer o governo e, com isso, aumentar suas chances no pleito.
As autoridades eleitorais afirmam que, caso o segundo turno seja mantido, o nome de Célestin continuará na cédula, pois ele não retirou sua candidatura oficialmente.
Os protestos são um reflexo da descrença do país em seu processo eleitoral. Segundo pesquisa feita com eleitores haitianos pelo brasileiro Instituto Igarapé, 89% dos entrevistados disseram que o primeiro turno não tinha sido justo.
As eleições são vistas como uma forma de recuperar a estabilidade do país, afetada pela crise política que se arrasta desde 2004. A situação foi agravada pelo terremoto de 2010, que deixou mais de 200 mil mortos.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

ARAPONGAS 06/12

VICTOR FUGANTI, 94 ANOS

ANTÔNIO JACOMETO, 81 ANOS

GUILHERME GONÇALVES SOARES, 17 ANOS

APUCARANA 05/12

APUCARANA YOSHIMATSU NIKI, 99 ANOS
JOSÉ BECEL, 80 ANOS
SULINA ANTÔNIO DA SILVA, 82

MEGA SENA

CONCURSO 1883 · 07/12/2016

16 27 28 47 59 60