Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Coreia do Norte quer tratado de paz com EUA para parar testes nucleares

Loading...

GERAL

Coreia do Norte quer tratado de paz com EUA para parar testes nucleares

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Coreia do Norte disse neste sábado (16) que a conclusão de um tratado de paz com os Estados Unidos e o fim dos exercícios militares americanos em conjunto com a Coreia do Sul são pré-requisitos para encerrar seu programa de testes nucleares.
Isolado e empobrecido, o país busca há muito tempo um tratado de paz com os EUA, que têm cerca de 28,5 mil soldados posicionados na Coreia do Sul.
"Ainda são válidas todas as propostas para preservar a paz e a estabilidade na península e no nordeste da Ásia, incluindo aquelas para cessar nossos testes nucleares e a conclusão de um tratado de paz em troca de os EUA pararem os exercícios militares conjuntos", disse um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do país, citado pela agência de notícias oficial da Coreia do Norte, a KCNA.
A Coreia do Norte disse em 6 de janeiro que testou uma bomba de hidrogênio, o que gerou condenação de seus vizinhos e dos Estados Unidos.
Especialistas expressaram dúvidas de que o quarto teste nuclear norte-coreano tenha sido de fato com uma bomba de hidrogênio, já que a explosão teve praticamente a mesma intensidade do teste feito em 2013, com uma bomba atômica menos potente.
O regime de Pyongyang está sob sanções da ONU por conta de seus programas nucleares e de mísseis.
O vice-secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, disse que Pyongyang precisa demonstrar por suas ações que leva a sério o pedido internacional de que interrompa seu programa nuclear antes de qualquer diálogo.
"Nós temos, infelizmente, uma década na qual a Coreia do Norte ignorou totalmente suas obrigações com a comunidade internacional quanto a seus programas nuclear e de mísseis", disse Blinken em uma entrevista coletiva em Tóquio, no Japão.
"É difícil levar quaisquer de seus pedidos a sério, particularmente diante de seu quarto teste nuclear", disse o americano, após encontro com autoridades do Japão e da Coreia do Sul para debater a ameaça norte-coreana.
Os representantes das Chancelarias dos três países concordaram com o endurecimento das sanções americanas à Coreia do Norte e pressionam a China, grande aliada de Pyongyang, a agir.
As duas Coreias permanecem em estado técnico de guerra uma vez que o conflito de 1950 a 1953 terminou com uma trégua, e não um tratado de paz.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 09/12

HELENA CORREA DE ANDRADE, recém-nascida

MAUÁ DA SERRA 09/12

CLAUDENIR COELHO SOARES, 35 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1883 · 07/12/2016

16 27 28 47 59 60