Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Turquia diz ter matado 200 membros do EI após atentado em Istambul

Loading...

GERAL

Turquia diz ter matado 200 membros do EI após atentado em Istambul

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em retaliação ao atentado suicida realizado em Istambul na terça-feira (12), as Forças Armadas da Turquia atacaram posições do Estado Islâmico (EI) na Síria e no Iraque, matando cerca de 200 membros da milícia radical nas últimas 48 horas, anunciou nesta quinta (14) o premiê turco, Ahmet Davutoglu.
Além disso, segundo o ministro do Interior, Efkan Ala, a polícia prendeu mais sete pessoas suspeitas de ter relação com o ataque, que deixou ao menos dez turistas alemães mortos.
Nos dias anteriores, o governo havia anunciado a prisão de ao menos cinco suspeitos pelo atentado, além de 72 supostos membros do EI, incluindo três cidadãos russos, que não teriam relação com o incidente.
O governo turco responsabilizou o EI pelo ataque em Sultanahmet, epicentro de turistas e abrigo de importantes elementos da história da Turquia. A facção terrorista, porém, não reivindicou o atentado.
As autoridades disseram que o ataque foi lançado por um homem-bomba de nacionalidade síria em 1988. A mídia turca identificou o suicida como Nabil Fadli, nascido na Arábia Saudita.
A Turquia participa dos ataques contra o EI na Síria e no Iraque, e foi alvo de ataques atribuídos ao EI nos últimos meses. Em julho, um atentado em Suruç, perto da fronteira com a Síria, deixou ao menos 30 mortos. Em outubro, explosões mataram cem pessoas durante uma manifestação em Ancara.
CURDOS
A Turquia registrou na noite desta quarta-feira (13) um dos maiores ataques desde a retomada das hostilidades entre as forças de segurança e separatistas curdos.
Militantes curdos realizaram um ataque com um carro-bomba e morteiros contra uma delegacia em Cinar, no sudeste do país, matando seis pessoas e ferindo 39, disseram autoridades da segurança nesta quinta.
Segundo o governo, há policiais dentre as vítimas, sendo um morto e seis feridos. A explosão destruiu a fachada de um prédio e causou danos nas áreas próximas, quebrando janelas e cobrindo as ruas de destroços.
"Nós estávamos dormindo, quando acordamos, pensando que era um terremoto", disse Shafee Dagli, residente da cidade. "Depois, começaram confrontos, que duraram cerca de 2h30."
Simultaneamente, outro posto da polícia foi atacado com foguetes na cidade de Midyat, detruindo prédios próximos, informou a agência de notícias estatal Anadolu. Não foram registrados mortos ou feridos no incidente.
Em julho, foi rompido um cessar-fogo acordado dois anos antes entre o governo turco e o PKK (Partido dos Trabalhadores do Curdistão).

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 03/12

ALTAIR RAIMUNDO DE SOUZA, 46 anos
AMADEU FERNANDES, 58 anos

ARAPONGAS 02/12

DAVI DE SOUZA, 54 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1882 · 03/12/2016

09 10 19 35 37 41