Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Paris fechará av. Champs Élysées para carros uma vez por mês

Loading...

GERAL

Paris fechará av. Champs Élysées para carros uma vez por mês

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Acompanhando iniciativas de cidades como São Paulo e Bogotá, Paris anunciou nesta semana que a icônica avenida Champs Élysées será fechada para carros um domingo por mês, oferecendo espaço de lazer para pedestres e ciclistas.
A prefeita da capital francesa, a socialista Anne Hidalgo, declarou na quarta-feira (6) que o programa deve ser implementado a partir de abril.
O fechamento da Champs Élysées se soma a outras medidas amigáveis em relação a pedestres e ao ambiente, como a pedestrianização de um trecho de via na margem direita do rio Sena, a ser realizada ainda em 2016.
Cartão-postal de Paris, a avenida com museus e lojas de luxo ao longo de seus quase dois quilômetros de extensão foi fechada para carros e ocupada por milhares de pedestres em 27 de setembro, como parte do evento europeu "Dia sem Carro".
Na ocasião, a organização de monitoramento da qualidade do ar Aiparif registrou uma redução de cerca de 30% dos níveis de dióxido de nitrogênio na região da Champs Elysées em comparação com outros domingos.
Anne Hidalgo também anunciou que, na edição de 2016 do "Dia sem Carro", a proibição de circulação de carros deve ser ampliada para toda a cidade.
TWEET
É possível que o fechamento da renomada avenida parisiense sofra resistência por parte de alguns moradores. Em uma enquete feita pelo site do jornal "Le Parisien" com 5.800 leitores, quase 47% se declararam contrários à medida.
Um usuário identificado como Coco20 dizendo que a medida transformaria a avenida em "mais um terreno para ladrões e terroristas".
As forças de segurança francesas estão em alerta desde os atentados de 13 de novembro, quando 130 pessoas foram mortas por extremistas islâmicos em bares e em uma casa de shows em Paris.
TENDÊNCIA
A decisão de abrir a Champs Élysées para os pedestres uma vez por mês segue uma tendência crescente em diversas cidades ao redor do mundo. A iniciativa é inspirada em um programa de Bogotá, capital da Colômbia, que há mais de 40 anos abre algumas vias da cidade para pedestres e ciclistas aos domingos e feriados.
Em São Paulo, a decisão do prefeito paulistano, Fernando Haddad (PT), de transformar a avenida Paulista em uma via apenas de lazer aos domingos, sem a circulação de carros, foi contestada pelo Ministério Público e criticada por muitos moradores.
Segundo pesquisa do Datafolha realizada em outubro, 47% dos paulistanos são favoráveis a medida e 43% são contra, somando-se a 7% de indiferentes e 3% que não souberam responder.
Em setembro, durante palestra em Paris ao lado de Haddad, Anne Hidalgo declarou que, se pudesse, votaria em seu colega paulistano.
Outras cidades, como Madri, Nova York e Roma, têm experimentado iniciativas semelhantes, impedindo temporária ou permanentemente carros de circularem em algumas vias em favor dos pedestres.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 24/02

MARIA DE OLIVEIRA MARICATO, 74 anos
CACILDA LEITE DE SOUZA, 82 anos

IVAIPORÃ 23/02

MARIA JOSÉ PEREIRA, 90 ANOS
MARTA MARIA DA SILVA OLIVEIRA, idade não divulgada
SEBASTIANA RECHE RIBEIRO, 87 ANOS

MEGA SENA

CONCURSO 1906 · 23/02/2017

06 27 33 39 40 60