Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Lama da Samarco pode ter chegado a Abrolhos, diz Ibama

Loading...

GERAL

Lama da Samarco pode ter chegado a Abrolhos, diz Ibama

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Imagens de satélite e inspeções aéreas apontaram que a mancha de lama que surgiu após o rompimento da barragem de Mariana, em Minas Gerais, pode ter chegado ao arquipélago de Abrolhos, no sul da Bahia, uma das áreas de maior diversidade de corais do Atlântico.
A informação foi divulgada nesta quinta-feira (7) pelo Ibama e ICMBio, que mantém o parque marinho.
Segundo a presidente do Ibama, Marilene Ramos, ventos fortes registrados nos últimos dois dias fizeram com que a mancha que vinha se espalhando na direção sul do litoral do Espírito Santo passasse a se espalhar também no litoral norte, chegando ao sul da Bahia.
"Fizemos uma inspeção no Parque de Abrolhos e registramos a presença de uma lama que, pelo aspecto visual, tudo indica que seja a própria mancha bastante diluída que está se estendendo no Espírito Santo", afirmou.
A Samarco -formada pela brasileira Vale e pela anglo-australiana BHP- foi notificada para iniciar a coleta de amostras no local. Técnicos do Ibama e do parque também realizam análises para comprovar a origem do material. Os resultados devem ser divulgados em até dez dias.
Apesar de ainda não descartar outras hipóteses, Ibama e ICMBio dizem que é "muito provável" que a lama seja oriunda do desastre ambiental causado pelo rompimento da barragem da empresa em Mariana (MG), ocorrido em novembro.
De acordo com Ramos, a mancha se estende da foz do rio Doce até o parque de Abrolhos.
"A observação de campo dá indícios de estar ligado à lama do rio Doce", diz Cláudio Maretti, presidente do ICMBio.
Segundo ele, outra possibilidade é que os sedimentos ocorram por conta de uma erosão -daí a necessidade de análise.
A possível chegada da lama poderá trazer impactos à preservação do santuário marinho.
"O primeiro impacto é a diminuição na produtividade dos corais. É como se tivesse uma mancha preta na Amazônia, e ela não pudesse continuar sua fotossíntese", compara.
PRAIAS INTERDITADAS
Segundo Marilene Ramos, a pluma de sedimentos de maior concentração no litoral se estende por 392 km². Já a de menor concentração -ou seja, mais diluída- chega a 6.197 km².
Nesta semana, a prefeitura de Linhares, no Espírito Santo, interditou as principais praias do município devido ao aumento da turbidez da água.
Questionada, a presidente do Ibama diz que não há recomendada a interdição das praias nas regiões onde a mancha de lama se mostra mais diluída. Segundo ela, as medidas devem ser analisadas caso a caso.
"Ainda que haja uma preocupação com a turbidez, essas amostras não indicam nenhuma presença de metais pesados ou de substâncias tóxicas que pudessem comprometer a balneabilidade", afirma. "Mas obviamente que onde a turbidez é elevada não é recomendado o banho", completa.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 10/12

IZAURA FERREIRA DE ANDRADE, 70 ANOS

ARAPONGAS
CLÁUDIO SILVA, 88 ANOS

IVAIPORÃ
VALDETE CORDEIRO PEREIRA, recém-nascida
MIRIAM PEREIRA DE LIMA, 70 ANOS
CLÓVIS DE ALCÂNTARA BRASIL, 53 ANOS

APUCARANA 09/12

HELENA CORREA DE ANDRADE, recém-nascida

MEGA SENA

CONCURSO 1883 · 07/12/2016

16 27 28 47 59 60