Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Aluno fica sem passe livre durante reposição de aula em janeiro

Loading...

GERAL

Aluno fica sem passe livre durante reposição de aula em janeiro

SIDNEY GONÇALVES DO CARMO
SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Estudantes que retomaram às aulas em janeiro depois das escolas serem ocupadas em protesto contra à reorganização dos ciclos proposta pela gestão Geraldo Alckmin (PSDB) estão tendo que pagar suas passagens nos coletivos.
Alice Barbosa da Silva, 31, conta que o filho foi usar o bilhete escolar nesta quarta-feira (6) para ir até a escola e estava bloqueado. "Ele não conseguiu usar o bilhete porque ele estava sem saldo e bloqueado. Entrei em contato com o 156 e disseram que a escola era responsável por liberar o bilhete."
Segundo Silva, o filho tem créditos da cota de passe livre, que garante gratuidade nos coletivos municipais. Têm direito ao benefício os alunos da rede pública de ensino (ou bolsistas em escolas particulares); universitários da rede particular que tenham bolsa do Prouni ou financiamento pelo Fies. Para conseguir o passe livre, o estudante deve pagar uma taxa anual de validação do Bilhete Único Estudante (R$ 24,50).
O filho de Alice, Felipe Aragão da Silva Wiaczorek, 15, estuda na escola Fernão Dias Paes, que depois de 55 dias ocupada retomou nesta quarta às atividades. Na secretaria do colégio, Alice foi informada de que o problema não era com a SPTrans porque eles não tinham como verificar. Ela também afirmou que outros estudantes do colégio tiveram o mesmo problema. "Um amigo do meu filho teve que descer do ônibus e voltar para casa porque o bilhete não estava liberado."
A reportagem entrou em contato com a SPTrans (empresa municipal de transporte). A empresa informou que o bilhete é liberado de fevereiro a dezembro, sendo que nos meses de julho e dezembro os alunos têm direito a metade da cota.
Alice reclama da situação por não ter condições de pagar todos os dias as passagens do filho. "Sou mãe solteira e para mim ter que pagar do meu bolso todos os dias é complicado. Além disso, a passagem vai aumentar no sábado de R$ 3,50 para R$ 3,80 e meu filho terá que estudar de sábado e feriado."
As aulas reiniciadas nesta quarta são reposições referentes ao período que os estudantes ficaram sem estudar por causa da ocupação. Segundo a direção do colégio, elas devem ocorrer até o dia 5 de fevereiro, inclusive aos sábados. O ano letivo começa em 15 de fevereiro - dez dias depois.
A SPTrans não soube informar o motivo do bloqueio nem se a Secretaria de Estado da Educação deveria ter comunicado à empresa para pedir a liberação de créditos para cota em janeiro.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

OBITUÁRIO

APUCARANA 08/12

ÂNGELO RODRIGUES, 70 anos

CALIFÓRNIA
ENACIR MARIA CARDOSO, 53 anos

JANDAIA DO SUL 08/12

MARIA DO ROSARIO DE SOUZA BORGES, 50 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1883 · 07/12/2016

16 27 28 47 59 60