Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

ATUALIZADA - Após quase perder movimentos, nadadora 'renasce' com bronze

Loading...

ESPORTES

ATUALIZADA - Após quase perder movimentos, nadadora 'renasce' com bronze

PAULO ROBERTO CONDE

SANTOS, SP (FOLHAPRESS) - Míseros dois centímetros.

Tivesse o galho caído com essa desprezível diferença na noite de 8 de março, Larissa Oliveira não teria ido ao pódio com um bronze nos 400 m livre no Troféu José Finkel na terça (8), em Santos.

Tampouco teria ela prosseguido com a carreira na natação, que já soma três medalhas em Jogos Pan-Americanos, outras três em Campeonatos Mundiais em piscina curta (25 m) e a participação nos Jogos Olímpicos do Rio.

Larissa, 24, mineira de Juiz de Fora, passou por uma provação nesta temporada que a fez refletir sobre o esporte e a vida.

Há cinco meses, ela conduzia seu carro na Marginal Pinheiros em direção a sua faculdade quando, em meio a um trânsito lento, uma árvore caiu e um galho perfurou sua coxa direita.

O ferimento, grave, quase a fez perder os movimentos e forçou-a a passar por uma cirurgia poucas horas após o incidente. "Por dois centímetros a madeira não atingiu minha artéria femoral. Todos os médicos ficaram receosos sobre uma eventual volta minha à natação."

Além do revés físico, o acidente também a tirou imediatamente de ação. Sem treinos —ela defende o Esporte Clube Pinheiros— e repouso absoluto. A ferida ficou mais exposta porque ela perdeu qualquer chance de tentar vaga para o Mundial de Budapeste, principal evento da natação na temporada, que ocorreu em julho.

"[Após o acidente] a primeira foi a fase da rebeldia, porque desde 2011 estava na seleção brasileira. Passei por um momento de ódio, sem querer receber ou falar com ninguém. Mas depois comecei a ver que mesmo na situação difícil havia pessoas ao meu lado", afirmou.

Com o apoio que recebeu, não tardou a voltar aos treinos. Já em maio, antes do previsto, passou a praticar diariamente. No início de julho, disputou sua primeira competição, pequena é verdade: o Campeonato Paulista, realizado na Universidade Santa Cecília, em Santos.

Nesta terça (8), na mesma piscina, conquistou a medalha de bronze. "Eu podia não estar aqui", disse após a prova, que teve Manuella Lyrio como vencedora e Poliana Okimoto com a prata.

"Estou extremamente feliz e muito emocionada. É bom saber que sou capaz de nadar bem de novo. Nada do que aconteceu vai ser capaz de me impedir ou frear", comentou, em meio às lágrimas.

Ela ainda competirá em outras provas no Troféu José Finkel, como os 100 m e os 200 m. O torneio, segundo mais importante da natação nacional, atrás do Troféu Maria Lenk, vai até sábado (12).

A julgar por sua determinação, mais pódios virão.

"Não quero só a vaga olímpica. Quero fazer história."

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias