Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

ATUALIZADA - São Paulo decide afastar Cícero, e meia diz que clube quis 'achar um culpado'

Loading...

ESPORTES

ATUALIZADA - São Paulo decide afastar Cícero, e meia diz que clube quis 'achar um culpado'

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O São Paulo decidiu afastar o volante Cícero do elenco principal. O jogador treinará em horários alternativos no CT da Barra Funda até encontrar novo clube. Comissão técnica e diretoria chegaram juntas à decisão que foi comunicada ao atleta na noite da última terça-feira (8).

Cícero divulgou um comunicado horas após a confirmação de seu afastamento. Na nota divulgada pela assessoria de imprensa do jogador, ele cita a situação da equipe, na zona de rebaixamento, e diz que "quiseram achar um culpado pela situação".

"Infelizmente, a fase que o São Paulo se encontra dentro e fora de campo não é boa, e como normalmente acontece no futebol, quiseram achar um culpado por toda situação. Vale lembrar que, dos 19 pontos conquistados pelo clube no Campeonato Brasileiro, 15 deles eu estava em campo ajudando meus companheiros", comentou em nota.

A segunda passagem de Cícero pelo São Paulo começou em janeiro, a pedido do então técnico Rogério Ceni. O atleta chegou ao clube sem custos e com parte do salário bancado pelo Fluminense, que decidiu rescindir com o meia pelos altos vencimentos. O contrato dele com o clube paulista termina no fim de 2018.

"Retornei ao clube através de um convite do Rogério Ceni, homem escolhido pela direção para comandar o time na temporada, mas que teve seu trabalho subitamente interrompido para que uma nova comissão técnica assumisse o comando do elenco", disse no comunicado.

Dorival Júnior, sucessor de Ceni, usou Cícero apenas uma vez. O treinador entrou em consenso com os dirigentes para que o volante não participasse mais da rotina com o grupo principal. Após o acordo, o camisa 8 foi chamado para reunião e não colocou obstáculos para a sentença.

"Fico triste com a decisão tomada pela diretoria do São Paulo, mas vou respeitar e continuar trabalhando de forma séria, como sempre fiz. Agradeço pela oportunidade de vestir novamente essa camisa que é tão importante no cenário mundial".

Em horários alternativos, até encontrar um novo time, Cícero treinará com a companhia do zagueiro Lucão, também afastado e à espera de propostas. Outros atletas, que estouraram limite para atuar na base ou que retornaram de empréstimos, completam essas sessões de treinamento.

Pouco antes da saída de Ceni, Cícero foi alvo de reclamações de conselheiros e dirigentes de suposta falta de compromisso. Outro atleta que deve sair em breve é o volante Wesley, que pode jogar no Oriente Médio.

Confira a nota divulgada por Cícero na íntegra:

"Gostaria de esclarecer algumas informações que estão sendo veiculadas na imprensa sobre a minha situação no São Paulo. Quero deixar claro que não tenho inimizade alguma dentro do elenco, muito pelo contrário, tenho muitos amigos e sempre tive uma ótima relação com todos. Fiquei muito feliz em receber ligações de vários companheiros prestando solidariedade nesse momento.

Retornei para o São Paulo para ajudar o time a conquistar grandes coisas. Saí da minha zona de conforto, pois estava muito bem adaptado ao Rio de Janeiro, e aceitei a proposta de voltar por confiar no projeto que a diretoria e a comissão técnica me ofereceram. Infelizmente, a fase que o São Paulo se encontra dentro e fora de campo não é boa, e como normalmente acontece no futebol, quiseram achar um culpado por toda situação. Vale lembrar que, dos 19 pontos conquistados pelo clube no Campeonato Brasileiro, 15 deles eu estava em campo ajudando meus companheiros.

Retornei ao clube através de um convite do Rogério Ceni, homem escolhido pela direção para comandar o time na temporada, mas que teve seu trabalho subitamente interrompido para que uma nova comissão técnica assumisse o comando do elenco.

Em todos os clubes que defendi, sempre trabalhei da forma mais profissional possível e nunca tive histórico de problemas de relacionamento. Construí ao longo dos anos uma carreira séria, com muitas conquistas e gostaria que isso fosse respeitado.

Fico triste com a decisão tomada pela diretoria do São Paulo, mas vou respeitar e continuar trabalhando de forma séria, como sempre fiz. Agradeço pela oportunidade de vestir novamente essa camisa que é tão importante no cenário mundial".

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias