Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

São Paulo precisa melhorar campanha em oito pontos

Loading...

ESPORTES

São Paulo precisa melhorar campanha em oito pontos

EDUARDO GERAQUE

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Mais uma derrota. Desta vez, o São Paulo perdeu para o Bahia por 2 a 1, em Salvador. Régis e Mendoza marcaram para o time da casa. Hernanes descontou para os paulistas. Agora, o time vai precisar começar um outro campeonato se não quiser jogar a Série B do Brasileiro em 2018.

Historicamente, a fuga do rebaixamento ocorre com 46 pontos. O que significa que o time dirigido por Dorival Júnior, hoje com 19 pontos, precisa de mais 27 para se garantir na Série A. Seriam oito pontos a mais que a campanha são-paulina até agora.

A pontuação é equivalente a nove vitórias. No primeiro turno, que terminou neste domingo (6), o time tricolor venceu apenas cinco vezes.

A situação mais dramática na briga contra o rebaixamento é a do Atlético-GO.

O clube do Centro-Oeste precisaria de 34 pontos no segundo turno para chegar aos 46 pontos, campanha melhor que a do Palmeiras, que ocupa a quarta posição.

Pela mesma matemática, o Corinthians pode perder todos os jogos que ainda assim não seria rebaixado.

Os números também mostram como será difícil que o time alvinegro não celebre o seu sétimo título brasileiro.

O pior campeão por pontos corridos é o Flamengo, que em 2009 ganhou o título com 67 pontos. O melhor é o próprio Corinthians. O time na época dirigido por Tite venceu em 2015 com 81 pontos.

A equipe treinada por Carille pode levantar a taça ganhando apenas os nove jogos que tem em casa e somando 74 pontos. No entanto, para isso, teria que contar com uma queda de rendimento do Grêmio, já que o time gaúcho chegará a 78 pontos no fim do campeonato se mantiver o mesmo aproveitamento.

A história e a matemática apontam para o Corinthians campeão em um outro aspecto. O Campeonato Brasileiro por pontos corridos teve apenas três viradas até hoje, entre o campeão do primeiro turno e o campeão nacional.

VIRADAS HISTÓRICAS

Em 2008, o São Paulo comandando por Muricy Ramalho tirou oito pontos do líder Grêmio ao longo de todo o segundo turno. Ele arrancou da quinta posição para comemorar seu sexto título nacional.

No ano seguinte, em 2009, o Flamengo conseguiu a virada. O time rubro-negro, que estava na sétima colocação, também tirou oito pontos para o então campeão do primeiro turno, o Internacional.

No ano de 2012, o Fluminense era o segundo colocado, um ponto atrás do Atlético-MG na virada do turno.

Neste ano, o Grêmio, segundo colocado com oito pontos a menos que o líder, surge como principal rival do Corinthians. Mas, com menos times na perseguição ao clube alvinegro, a chance de uma virada é mais difícil.

A disputa das vagas na Libertadores em 2018 é a que deve envolver mais equipes durante o segundo turno.

A faixa de classificação para o cobiçado torneio continental, historicamente, pode começar aos 54 pontos ganhos. Em 2008, o Internacional ficou em sexto lugar com esta pontuação.

Pela projeção do aproveitamento do primeiro turno, por volta de dez equipes teriam chances de disputar, até o fim, pelo menos o quinto e o sexto lugares do Nacional.

Os 17.190 minutos de futebol que faltam para serem jogados no Campeonato Brasileiro servirão para derrubar ou ratificar essas tendências.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias