Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Thiago Maia se despede do Santos, e oposição questiona venda

Loading...

ESPORTES

Thiago Maia se despede do Santos, e oposição questiona venda

SAMIR CARVALHO

SANTOS, SP (UOL/FOLHAPRESS) - O volante Thiago Maia se despediu dos companheiros em treino do Santos na tarde desta segunda-feira, no CT Rei Pelé. O atleta foi negociado com o Lille, da França, e viaja nesta segunda-feira para realizar exames médicos. O jogador assinará contrato de cinco temporadas.

A venda de Thiago Maia causou revolta entre os grupos oposicionistas do presidente Modesto Roma. Eles alegam que o clube paulista vendeu o jogador por valor abaixo do mercado e ainda exagerou nas comissões para empresários.

Na verdade, o Santos pagou 8% de comissão ao empresário do jogador, Giuliano Bertolucci. Isso porque o clube deu preferência ao agente na intermediação da venda do jogador devido a um empréstimo de R$ 6 milhões de Bertolucci ao Santos, referente a compra do meia-atacante Vladmir Hernández.

O restante faz parte da divisão dos direitos econômicos. O alvinegro praiano detinha 60%, enquanto o jogador 30% e o empresário Juan Figer, ex-agente do atleta, 10%.

O clube francês pagou 14 milhões de euros (R$ 51 milhões) para contratar Thiago Maia.

Thiago Maia foi especulado em diversos clubes europeus, a maioria de renome, casos de Juventus, da Itália, PSG, da França, e Chelsea, da Inglaterra, mas somente o Lille enviou uma proposta oficial.

O jogador foi campeão olímpico com a seleção brasileira no ano passado, mas perdeu a posição de titular no meio da competição. Em seguida, caiu de rendimento no segundo semestre de 2016. Nesta temporada, o volante retomou o bom futebol.

O lateral esquerdo Caju também foi negociado com o Lille. No caso do lateral, o Santos deve receber cerca de 300 mil euros (R$ 1,1 milhão) por empréstimo de uma temporada. O clube paulista ainda pode ganhar mais caso o jogador se firme no futebol francês. A negociação incluirá uma cláusula de compra obrigatória de 4 milhões de euros (cerca de R$ 15 milhões). Para isso, o jogador terá de completar 15 jogos na liga francesa.

O Santos possui 60% dos direitos econômicos de Caju, enquanto os outros 40% pertencem ao próprio atleta.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias