Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Amanda Nunes rebate críticas e diz que não tinha condições de lutar

Loading...

ESPORTES

Amanda Nunes rebate críticas e diz que não tinha condições de lutar

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Após ter que deixar a luta principal do UFC 213 por conta de uma sinusite, Amanda Nunes escreveu uma mensagem no Instagram na qual rebateu as críticas que recebeu por não ter entrado no octógono e reafirmou que não tinha condições de entrar no octógono.

"Eu não estava me sentindo bem o suficiente para arriscar ser atingida na cabeça com tanta pressão", disse a lutadora, que explicou seu caso de sinusite crônica e como ele atrapalhou a sua preparação nos últimos dias.

CONFIRA A NOTA DA ÍNTEGRA:

Todo mundo está querendo ouvir o meu lado, então aqui vai ele ..... Eu tenho sinusite crônica, eu lutei com isso antes, mas desta vez não funcionou. Durante o corte de peso eu não conseguia respirar e me sentia fora do equilíbrio por causa da pressão em meus seios da face.

Eu não estava me sentindo bem o suficiente para arriscar ser atingida na cabeça com tanta pressão. Fui levada para o hospital depois da pesagem e eles verificaram meu sangue e a desidratação, e me liberaram com base nisso.

No dia seguinte eu voltei e eles fizeram uma tomografia computadorizada e descobriram um acúmulo, recebi antibióticos e me dirigi a um especialista.

Eu nunca pulei fora de uma briga antes. Desculpe-me por todos os meus fãs que vieram me ver, eu vou fazer isso na próxima vez que eu entrar no octógono. A luta está sendo reprogramada. Eu ainda quero essa luta. Eu ainda quero esse oponente. Obrigado

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias