Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Corinthians aproveita falhas, bate o São Paulo e segue líder do Brasileiro

Loading...

BRASILEIRÃO

Corinthians aproveita falhas, bate o São Paulo e segue líder do Brasileiro

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Não há quem possa parar o Corinthians de Fabio Carille, líder do Campeonato Brasileiro e invicta há 18 jogos. Se foi ponto forte no começo da competição, a defesa do São Paulo falhou demais neste domingo (11), o que permitiu à equipe da casa fazer a festa mais uma vez diante do rival tricolor em Itaquera.

O Corinthians venceu por 3 a 2, com gols de Romero, Gabriel e Jadson. Gilberto e Wellington Nem, já no fim, marcaram para os são-paulinos, que pressionaram muito.

A Arena Corinthians segue sendo um pesadelo para o São Paulo, que também perdeu todos os jogos como visitante do Brasileiro.

Diante do Corinthians em Itaquera, tem o pior de todos os retrospectos, com dois empates e cinco derrotas em sete jogos.

Com os pontos somados, o Corinthians segue na ponta do Campeonato Brasileiro, com 16 pontos. O São Paulo, que tem nove pontos, é oitavo colocado.

A eficiência e a regularidade são marcas do Corinthians no ano. Em sete clássicos, chegou a cinco vitórias na temporada -tem também dois empates. Se levado em conta o retrospecto somente com o São Paulo, são duas vitórias e dois empates.

Foi o primeiro clássico do ano em que o centroavante Jô não marcou, mas mesmo assim jogou muito bem. Criou a jogada do segundo gol, sofreu o pênalti convertido por Jadson e ajudou na construção como um todo e na retomada de bola.

Depois de defender a seleção de seu país no meio de semana, Romero treinou no sábado (10) e foi a novidade do Corinthians na escalação, ao lado de Balbuena. O esforço foi rapidamente recompensado e, após lindo passe de Marquinhos Gabriel, o atacante abriu o placar. Foi o 20º gol dele em Itaquera e o segundo em dois clássicos consecutivos.

Sem Maicosuel e Thiago Mendes, com problemas físicos, o São Paulo teve escalação diferentes dos últimos jogos. Um trio ofensivo deu lugar a dois centroavantes, com Cicero como o mais criativo do meio.

A estratégia pragmática acabou prejudicada por falhas claras na defesa, reforçada pela presença de mais um volante, o jovem Militão. No intervalo, Ceni trocou todo o posicionamento, colocou Bruno e passou para uma linha de quatro defensiva, mas seguiu o domínio corintiano.

Os corintianos tiveram mais posse de bola que o São Paulo e criaram muitas oportunidades do início ao fim, de novo com muita eficiência em conclusões.

Em evolução, a equipe de Carille passou a ter o segundo melhor ataque do Brasileiro, atrás somente do Grêmio.

CORINTHIANS

Cássio; Paulo Roberto, Balbuena, Pablo e Arana; Gabriel e Maycon; Marquinhos Gabriel (Clayson), Jadson (Camacho) e Romero (Clayton); Jô.

T.: Fábio Carille

SÃO PAULO

Renan Ribeiro; Lucão (Bruno), Maicon e Douglas; Militão; Marcinho, Jucilei, Cícero (Wellington Nem) e Júnior Tavares; Gilberto (Thomaz) e Pratto.

T.: Rogério Ceni Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)

Auxiliares: Guilherme Dias Camilo e Pablo Almeida da Costa

Público/Renda: 42443 pagantes/R$ 2.386.356,40

Cartões amarelos: Arana e Cícero

Gols: Romero (COR), aos 6 minutos do primeiro tempo; Gilberto (SAO), aos 17 minutos do primeiro tempo; Gabriel (COR), aos 40 minutos do primeiro tempo; Jadson (COR), aos 17 minutos do segundo tempo; e Wellington Nem (SAO), aos 38 minutos do segundo tempo

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias