Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Defesa falha, e Chapecoense perde de goleada na Recopa Sul-Americana

Loading...

ESPORTES

Defesa falha, e Chapecoense perde de goleada na Recopa Sul-Americana

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Chapecoense foi derrotada pelo Atlético Nacional por 4 a 1 nesta quarta (10), no estádio Atanasio Girardot, em Medellín, e não conseguiu conquistar o título da Recopa Sul-Americana, que é disputada pelos campeões da Copa Libertadores da América e da Copa Sul-Americana.

O time do Oeste Catarinense tinha a vantagem de jogar pelo empate após vencer o jogo de ida por 2 a 1, realizado no 4 de abril, em Chapecó.

Com menos de dois minutos de jogo, a bola foi enfiada para Dayro Moreno, que aproveitou a escorregada do zagueiro Nathan e, livre, chutou na direção do goleiro Artur Moraes, que não conseguiu segurar.

A Chapecoense tentou sair para o jogo, mas não conseguiu assustar o rival. O time sentia falta do atacante Rossi, suspenso por ter sido expulso na última partida do clube na Copa Libertadores.

Já o adversário controlava o jogo e chegou ao segundo gol. Aos 31min, Ibargüen recebeu na área após cobrança lateral, girou e chutou sem chances de defesa para Artur Morares.

No segundo tempo, a Chapecoense voltou com o lateral Apodi na vaga do meio-campista Luiz Antonio. Com isso, João Pedro deixou a lateral e passou a atuar no meio. Aos 2min, o lateral, emprestado pelo Palmeiras, cruzou para Arthur Caíke, que recebeu livre e finalizou, mas o zagueiro Alexis Henriquez salvou em cima da linha.

A Chapecoense se abriu para tentar marcar o gol que levaria a decisão para os pênaltis, mas sofreu com os contra-ataques adversários. Aos 22min, Ibargën driblou Apodi e cruzou para Rodríguez, que escorou para o meio da área e Dayro Moreno, sozinho, marcou o terceiro. Aos 35min, Ibargüen recebeu no meio da defesa e conseguiu encobrir o Artur Moraes com um chute prensado.

Três minutos depois, Túlio de Melo, que havia acabado de entrar, descontou.

A Chapecoense foi declarada pela Conmebol como campeã da Copa Sul-Americana-2016. A final da competição, que seria contra o próprio time colombiano, não foi realizada após o avião da LaMia, que transportava a delegação da equipe catarinense, se chocar contra as montanhas de Cerro Gordo, que hoje chama-se Cerro Chapecoense. No acidente, 71 pessoas morreram, incluindo 19 atletas e 24 membros da delegação.

Agora, o clube se prepara para a disputa do Campeonato Brasileiro — estreia contra o Corinthians, no sábado (13), às 19h, no Itaquerão. A equipe ainda terá pela frente na temporada a Copa do Brasil, além da Libertadores e torneios amistosos como a Copa Suruga, a Copa Joan Gramper e a Eusébio Cup.

O time já encerrou sua participação na Copa da Primeira Liga ao ser eliminado na fase inicial.

ATLÉTICO NACIONAL

Armani; Bocanegra, Nájera, Alexis Henríquez e Farid Díaz; Aldo Ramírez (Elkin Blanco), Diego Arias (Nieto) e Macnelly Torres; Dayro Moreno, Ibargüen (Dájome) e Arley Rodríguez. Técnico: Reinaldo Rueda

CHAPECOENSE

Artur Moraes; João Pedro, Nathan, Douglas Grolli e Reinaldo; Moisés Ribeiro, Andrei Girotto e Luiz Antônio; Osman, Wellington Paulista e Arthur (Túlia de Melo). Técnico: Vagner Mancini

Estádio: Atanasio Girardot, em Medellín, Colômbia

Juiz: Roberto Tobar (CHI)

Cartão amarelo: Ibargüen (ANA); Nathan, Reinaldo, Andri Girotto e Arthur (CHA)

Cartão vermelho: Andrei Girotto (CHA)

Gol: Dayro Moreno (ANA), ao 1min do 1º tempo e aos 22min do 2º tempo, e Ibargüen (ANA), aos 31min do 1º tempo e aos 35min do 2º tempo; Túlio de Melo (CHA), aos 38min do segundo tempo

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias