Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Paulistano narra em novo livro emoção de corridas de aventura

Loading...

ESPORTES

Paulistano narra em novo livro emoção de corridas de aventura

NAIEF HADDAD

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Em março de 2007, Caco Fonseca e três amigos concluíam um trekking (caminhada em terreno acidentado) nos arredores da cidade de Pucón, no sul no Chile.

Tudo parecia sob controle quando o grupo foi atingido por uma nevasca de pelo menos 120 km/h. As rajadas tinham força para jogá-los sobre a neve, metros adiante. A temperatura era de -20°C.

Quando se aproximavam perigosamente de um penhasco, eles conseguiram amarrar uma corda em torno de todo o grupo e caminharam até uma grande pedra que serviu como proteção. Minutos depois, guias chegaram para resgatá-los.

O episódio aconteceu na competição Desafio dos Vulcões e é descrito no recém-lançado livro "Corrida de Aventura", de Caco Fonseca.

Com formação em educação física e fisiologia, o paulistano foi segundo tenente do Exército antes de fundar, em 2010, a empresa Selva, que organiza treinamentos em esportes de aventura.

No livro, quem aparece não é o militar ou o empresário, e sim o atleta. Um dos principais nomes da corrida de aventura no Brasil, Fonseca lembra-se em pouco mais de 200 páginas das principais provas de que participou entre os anos de 2003 e 2016.

Mas, afinal, o que é corrida de aventura?

Conforme escreve o fotógrafo Wladimir Togumi na introdução, "é um evento multidisciplinar, realizado em equipes (...), com alta exigência física e psicológica".

Com durações que variam de quatro horas a 15 dias, cada competição intercala diversas modalidades. As principais são trekking, mountain bike, canoagem, técnicas verticais (como rapel) e orientação, com mapas e bússolas.

Trata-se de um esporte novíssimo: o marco inicial é 1989. De lá pra cá, o número de adeptos tem crescido em países como Austrália, Nova Zelândia e Brasil.

No entanto, jamais será uma atividade popular em número de praticantes porque requer não apenas vigor físico, mas enorme coragem.

Nas 12 competições narradas em "Corrida de Aventura", surgem episódios insólitos, como as alucinações que levaram Fonseca a "ver" um urso enorme durante trekking na Chapada Diamantina (BA). Os delírios eram resultado da privação de sono.

O autor-atleta diz à Folha que, entre as disputas que apresenta no livro, a mais importante aconteceu na Patagônia, em 2012.

No ano anterior, sua equipe havia sido eliminada desta competição, o que levou Caco a rever obsessivamente todos os procedimentos ao longo dos 12 meses seguintes.

Na segunda tentativa, eles se tornaram o primeiro grupo latino-americano a completar a Patagonia Expedition Race em dez anos.

Aos 40 anos, Fonseca não pensa em parar e já imagina como seria um novo livro.

Corrida de Aventura - A natureza é nosso desafio

autor Caco Fonseca

editora Labrador (215 págs.)

quanto em torno de R$ 80

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias