Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Demitido, Eduardo Baptista agradece por oportunidade no Palmeiras

Loading...

ESPORTES

Demitido, Eduardo Baptista agradece por oportunidade no Palmeiras

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O técnico Eduardo Baptista se pronunciou por meio de comunicado após demissão ocorrida na quinta-feira (4). O treinador agradeceu à diretoria alviverde pela oportunidade de trabalho no Palmeiras.

O ex-treinador do clube também elogiou o comportamento da torcida, dos funcionários do clube e dos jornalistas que cobrem diariamente o Palmeiras.

"Quero agradecer aos profissionais da SE Palmeiras por esses quase cinco meses de ótima convivência. Todos muito empenhados no trabalho e dedicados, cada qual dentro de sua função, no melhor pela instituição. Agradeço a direção da SE Palmeiras pela oportunidade e parabenizo pela excelente estrutura do departamento de futebol. Agradeço a toda a torcida palmeirense que sempre incentivou e apoiou o time incondicionalmente. Aos setoristas do clube meu muito obrigado pela relação de respeito e convívio de alto nível. Desejo a todos muito sucesso."

Depois do desembarque da delegação palestrina no Brasil, após derrota por 3 a 2 para o Jorge Wilstermann-BOL na quarta (3), a diretoria optou por encerrar o compromisso com o treinador, alvo de críticas desde o início da temporada.

O nome de Cuca surge como o favorito para ocupar o lugar e reassumir o time após cinco meses. Cuca será procurado nos próximos dias para retornar ao clube no qual se sagrou campeão brasileiro na temporada passada.

Em contato com a reportagem, Cuca afirmou que ainda não foi procurado pelo Palmeiras. "Ninguém me procurou. Estou na cama [risos]. Vamos esperar, amanhã é outro dia. Tem uma situação da China bem forte", disse o treinador, campeão brasileiro com o clube em 2016.

O trabalho de Eduardo Baptista jamais foi unanimidade na Academia de Futebol, especialmente entre conselheiros. De acordo com informações obtidas pela reportagem, a saída do treinador foi construída pela diretoria, mais precisamente pelo presidente Mauricio Galliote e pelo diretor Alexandre Mattos, ainda na Bolívia, logo depois da primeira derrota na Copa Libertadores.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias