Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Palmeirenses falam em 'tocaia' e de agressão de jornalista com tripé

Loading...

ESPORTES

Palmeirenses falam em 'tocaia' e de agressão de jornalista com tripé

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Dirigentes, membros da comissão técnica e jogadores do Palmeiras disseram que o Peñarol agiu premeditadamente para criar a pancadaria generalizada após a partida no estádio El Campeón del Siglo, em Montevidéu. O diretor de futebol Alexandre Mattos falou em "tocaia", e pediu providências à Conmebol.

"Infelizmente tivemos de nos defender. Willian tomou soco na cara, Prass tá com a boca sangrando. Se o Felipe [Melo] não se defende... Se a equipe de segurança do Palmeiras não está aqui aconteceria uma tragédia. Fizeram uma tocaia. Trancaram a porta. Cobrei a Conmebol para ter uma boa arbitragem boa. E teve uma boa arbitragem. Há um presidente que parece diferente de outros que tiveram problemas judiciais. Esperamos que haja punições", disse Mattos.

"Premeditado da maneira que foi poderia ter sido muito pior. O estádio fechou os portões e não deixou a gente sair. O Felipe [Melo] em nenhum momento provocou. Quando tentamos sair do campo, os portões estavam fechados e os seguranças seguraram o portão. Impediram a gente de sair. Os nossos seguranças trabalharam e tiraram a gente do campo, se não algo pior iria acontecer", afirmou o técnico Eduardo Baptista.

Mattos ainda disse que o lateral Egídio foi agredido por um jornalista. O goleiro Fernando Prass, que saiu de campo com a boca sangrando, deu relato semelhante.

"Me chutaram, me deram soco na boca. É impressionante como o capitão do time, o Nández, chega a uma covardia premeditada, porque fecharam o portão. É um baita exemplo, parabéns para o Nández. Vão se vangloriar porque deram porrada. Vamos ver essa cena mais uma vez e vão falar que isso é Libertadores. Se a entidade que comanda não for rigorosa e punir, vai seguir. Pensei em proteger o Felipe Melo. Pensamos em proteger nossas costas e ficar de frente. Tinha jornalista com tripé tentando acertar jogadores do Palmeiras", disse.

O presidente do Palmeiras Mauricio Galiotte adotou tom mais brando.

"Faz parte do futebol provocar. O que não pode é acontecer isso hoje. Pancadaria e falta de proteção (...) Não posso dizer que foi premeditado. Foi lamentável. Houve falta de planejamento. As pessoas poderiam estar mais preocupadas com o que aconteceria. O Palmeiras imaginou o que poderia acontecer e trouxe 20 seguranças, que nos salvaram de uma tragédia pior", disse.

O Palmeiras venceu a partida por 3 a 2, e o atacante Willian teve atuação destacada. A delegação do clube chega ao Brasil nesta quinta-feira (28), no aeroporto de Guarulhos, às 16h45.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias