Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

ATUALIZADA - Di María ofusca compatriota Messi, e PSG goleia o Barcelona

Loading...

ESPORTES

ATUALIZADA - Di María ofusca compatriota Messi, e PSG goleia o Barcelona

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Ángel Di María ofuscou Lionel Messi. O Paris Saint-Germain goleou o Barcelona por 4 a 0 nesta terça (14), na partida de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões da Europa, na capital francesa.

Para se classificar, o time espanhol terá de vencer por cinco gols de diferença na volta, em 8 de março, em Barcelona. Ou, pelo menos, devolver os 4 a 0 para levar a decisão para a os pênaltis.

O argentino Di María fez dois gols e foi o principal nome da partida, ofuscando o jogador que tem como ídolo e com quem possui semelhanças: Lionel Messi.

Ambos nasceram em Rosário (298 km de Buenos Aires) e são de famílias humildades. A de Di María mais do que a de Messi. O meia-atacante é do bairro de Pedriel, um dos mais perigosos da região.

Os dois são fanáticos por times da cidade, onde jogaram nas categorias de base. Messi é torcedor do Newell's Old Boys e pretende encerrar a carreira na equipe. Di María é fã do Rosario Central.

São dois argentinos que se consagraram na Espanha. Messi foi descoberto aos 13 anos pelo Barcelona, onde está até hoje. Di María, contratado pelo Central em troca de 30 bolas de futebol, foi comprado pelo Real Madrid por 30 milhões de euros em 2010 (R$ 99 milhões de reais em valores atuais). Foi o melhor jogador da final da Liga dos Campeões de 2014, título que Messi já conquistou quatro vezes. A última, em 2015.

DOMÍNIO

O Paris Saint-Germain controlou o jogo e poderia ter feito mais do que os quatro gols. O técnico espanhol Unai Emery abriu mão do brasileiro Lucas, reforçou o meio de campo e dominou os 90 minutos. A não ser por duas oportunidades, uma delas quando o placar já era de 4 a 0, o Barcelona não conseguiu ameaçar o rival.

Com liberdade em campo, Di María se deslocava por vários setores do campo e desequilibrou com dois gols de fora da área. O primeiro deles, em cobrança de falta.

Os outros gols da partida foram marcados pelo alemão Draxler e o uruguaio Edinson Cavani. Lucas entrou durante o segundo tempo.

Foi o maior momento até agora do projeto montado pelo bilionário Nasser Al-Khelaifi, presidente da Qatari Sports Investment, conglomerado que é dono do Paris Saint-Germain.

A empresa comprou o clube em 2011 com o objetivo de transformá-lo na maior força do futebol mundial. O grande símbolo disso é a conquista da Liga dos Campeões da Europa, algo que até agora não aconteceu apesar dos investimentos. Apenas a contratação de Di María, fechada em 2015, custou R$ 117 milhões, em valores atuais.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias