Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Renato defende ausência em jogo do Grêmio

Loading...

ESPORTES

Renato defende ausência em jogo do Grêmio

PORTO ALEGRE, RS (UOL/FOLHAPRESS) - O Grêmio deverá jogar outras vezes em 2017 sem Renato Gaúcho à beira do gramado. Nesta sexta-feira (10), o treinador defendeu a decisão de não viajar a Brasília, onde o time enfrentou o Flamengo pela Primeira Liga. Ele citou a prioridade ao Estadual, treinos com o time titular e até orientações por telefone na explicação. E avisou que poderá repetir a medida ao longo da temporada.

Na última quarta-feira, o auxiliar técnico Alexandre Mendes foi quem comandou o Grêmio. A escalação completamente reserva e a ausência de Renato só confirmaram o status que o clube dá a Primeira Liga: um torneio secundário, para testes. Experiências.

"Eu vi todo o trabalho dos reservas, vejo eles todos os dias aqui. O mais importante, para o clube agora, é o Campeonato Gaúcho. Essa Super Liga acaba quando? Em outubro? Então temos tempo para caramba para cuidar da liga, né? Temos que cuidar do presente, o mais importante é o Campeonato Gaúcho. Deixei o time principal e fiquei treinando esse grupo. Não que não tenha dado atenção ao time de Brasília. Fiz o jogo por telefone, assisti e tudo bem", disse Renato.

Em 2016, o Grêmio já havia viajado sem seu treinador. Foi entre os jogos da decisão da Copa do Brasil. O time gaúcho encarou o Santa Cruz, em Recife, sob o comando de James Freitas –atualmente no Cruzeiro.

"Aqui no Grêmio, quando acontecem as coisas, acontecem através de reuniões com os dirigentes. Todo mundo acha que o Renato faz o que quer no Grêmio. Não, sou empregado do clube, que fique bem claro isso. Ano passado, todo mundo achou maravilhoso quando o Renato não estava presente. E esse ano vai acontecer de novo", avisou o treinador.

A passagem de 2016 foi relembrada em mais de uma oportunidade, como argumento para a decisão atual. E que deverá se repetir mais vezes, por conta do acúmulo de jogos, segundo Renato Gaúcho.

"Acho que algumas pessoas da imprensa tem amnésia, até dois meses atrás estávamos fazendo a mesma coisa todo mundo gostou, todo mundo foi aplaudido, inclusive o Renato. Com um pingo d'água, fazem uma tempestade", opinou.

No domingo, o Grêmio enfrenta o Passo Fundo na Arena, em partida válida pela terceira rodada do Campeonato Gaúcho. Depois, o time terá quase uma semana até outra partida. Que será diante do São José-POA, às 21h (Brasília) do dia 18 de fevereiro (sábado).

DOUGLAS

Um lance no treino de quarta-feira ainda rende, e muito, no Grêmio. Além da ruptura dos ligamentos do joelho de Douglas, a jogada deu origem a uma série de ameaças a Tilica, atacante formado nas categorias de base. O caso foi revelado pelo próprio camisa 10, em meio a um texto onde inocenta o colega de responsabilidade.

Tilica e Douglas disputaram a bola durante atividade coletiva, no CT Presidente Luiz Carvalho. O meia tentou tomar a bola e fez um movimento que forçou o joelho.

"Chateado com minha lesão, muito mais chateado ainda com a repercussão de comentários errados sobre o acontecido comigo. Hoje eu e o Tilica tivemos uma conversa e ele veio me pedir desculpas, e fiquei sabendo que ele está recebendo ameaças e comentários exagerados sobre o fato. Queria deixar bem claro que no futebol casos assim acontecem toda hora e com qualquer atleta, gostarei de esclarecer que ele não teve CULPA ALGUMA sobre o que aconteceu comigo", escreveu Douglas nas redes sociais.

O texto é acompanhado de uma foto onde Douglas aparece ao lado de Tilica. Desde a confirmação da lesão, e recuperação de no mínimo seis meses, o Grêmio como um todo tem atuado em defesa do jovem.

"Eu estava do lado. Foi uma lesão infantil e o Tilica não teve culpa nenhuma. Nenhuma mesmo, mas infelizmente aconteceu", afirmou Renato Gaúcho.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias