Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Com Elias e sem Pratto, Atlético-MG vence o Joinville

Loading...

ESPORTES

Com Elias e sem Pratto, Atlético-MG vence o Joinville

ENRICO BRUNO, THIAGO FERNANDES E VICTOR MARTINS

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Lucas Pratto era nome certo entre os titulares do Atlético-MG para enfrentar o Joinville. De acordo com o técnico Roger Machado, se nada de diferente não acontecesse, o camisa 9 enfrentaria o time catarinense. Mas Pratto não jogou, na partida que seria de adeus ao torcedor atleticano. Sem o argentino, mas com Elias estreando, o Atlético venceu o Joinville, por 2 a 0, com gols de Fred e Otero.

Foi a primeira vitória do clube na história da Primeira Liga. Sem nenhum triunfo na edição do ano passado e com derrota na estreia do torneio nesta temporada, o Atlético venceu pela primeira vez em jogo da competição organizada pelos clubes. Foi a quinta partida da equipe mineira na história do torneio. Na próxima rodada, no começo de março, o Atlético visita a Chapecoense.

CARA DE ROGER

Um time que gosta da bola. Que procura fazer as jogadas pelo chão, com tabelas, para chegar ao gol adversário. É verdade que do outro lado estava um time muito frágil. O Joinville veio a Belo Horizonte com uma equipe totalmente reserva, por priorizar o Campeonato Catarinense. Mas os números do jogo impressionam. De acordo com o Footsats, o Atlético teve mais de 70% de posse de bola, com 94% de precisão nos mais de 600 passes trocados durante o jogo. Pelo volume de jogo, o resultado poderia ser maior do que o 2 a 0.

GRANDE ESTILO

Do atual elenco do Atlético, apenas Victor é idolatrado pelo atleticano como é o zagueiro Leonardo Silva. Sem atuar desde outubro do ano passado, quando machucou a coxa direita, o defensor voltou a jogar nesta quinta-feira, foi titular diante do Joinville. Capitão do Atlético na conquista da Copa do Brasil e autor do gol decisivo na Libertadores de 2013, Leonardo Silva foi bastante festejado pelos torcedores. O grande lance aconteceu aos 22 minutos do primeiro tempo, quando aplicou o belo chapéu no atacante adversário.

LUCAS PRATTO?

Nas redes sociais o atleticano mostra muito descontentamento com a saída de Lucas Pratto, que está muito perto de ser anunciado como reforço do São Paulo. Antes do confronto com o Joinville, o jogador e o presidente do clube, Daniel Nepomuceno, conversaram com a imprensa e explicaram os motivos da negociação. Se pela internet a torcida mostra está insatisfeita com venda do argentino, no estádio nenhuma manifestação a respeito.

OPEN BAR

O portão 2 ou setor especial Ismênia recebeu uma grande quantidade de torcedores para o duelo com o Joinville. Além do jogo, a cerveja liberada era uma outra grande atração. Em função de uma parceria com a Ambev, o Atlético liberou cerveja para todos os torcedores que foram neste setor. "Muitas latas", disse um funcionário do clube, sem saber ao certo a quantidade que está disponível. A ação durou até o intervalo do jogo, quando não se pode mais comercializar bebidas alcoólicas nos estádios de Belo Horizonte.

ELIAS OFUSCADO

A estreia de Elias era o momento mais aguardado pelo torcedor durante a semana. Mas tudo mudou com a evolução na conversa entre Atlético e São Paulo para a negociação de Lucas Pratto. O assuntou tomou conta de todas as conversas e questões envolvendo o Atlético. Assim, um pouco escondido, Elias estreou pelo clube mineiro. O primeiro jogo também foi discreto. Com boa movimentação, mas sem nenhuma grande jogada. Aos 33 minutos do segundo tempo, o volante deixou o jogo, ovacionado pela torcida.

"COMO É BOM ESSE VENEZUELANO"

No final de semana, contra o Tombense, Otero fez o terceiro gol do Atlético. Um golaço, de fora da área. Em ação da TV Galo, canal oficial do clube, o jogador narrou o gol, em espanhol e também em português. Na versão com a língua portuguesa, Otero soltou "como é bom esse venezuelano", para descrever a jogada. E ele vai poder narrar um gol novamente e repetir o bordão. Contra o Joinville, o camisa 11 do Atlético anotou outro golaço, agora de falta.

RAFAEL MOURA, CAMISA 13

Por tradição o atleticano gosta do número 13, portanto, a camisa 13 segue como uma das favoritas entre os torcedores. Quando voltou ao Atlético, o atacante Rafael Moura declarou que gostaria de usar a camisa, por ser torcedor do clube e pela empatia que o número gera entre os alvinegros. O que não era possível, já que a 13 foi usada por Carlos nas últimas temporadas. Mas como o atacante baiano foi emprestado ao Internacional, Rafael Moura deixou de lado a 18, que usou nos primeiros jogos de 2013, para vestir a camisa 13. "He-Man", gritou a torcida do Atlético, aos 29 minutos, quando o atacante entrou no jogo.

ATLÉTICO-MG

Giovanni, Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Elias (Yago), Danilo, Otero e Cazares (Maicosuel); Fred (Rafael Moura). Treinador: Roger Machado.

JOINVILLE

Matheus, Jeferson, Igor, Gustavo e Brenner; Júnior Sutil, Jonathan Ramos (Eduardo Person) e Gabriel Knapp; Gustavo Xuxa (Diego Viana), Marlyson e Breno (Mateus Silva). T:. Fabinho Santos.

Estádio: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG) Árbitro: Edivaldo Elias da Silva (PR)

Cartões amarelos: Danilo (Atlético) Brenner e Gustavo (Joinville)

Gols: Fred aos 19 do primeiro tempo; Otero aos 23 do segundo tempo

Público: 13.248 pagantes.

Renda: R$ 117.610,00

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias

01/03/2017 - 12h27

OBITUÁRIO

APUCARANA 01/03

CÉLIA VAZ MORENO, 56 anos 

MARUMBI 28/02

VALDIR RIVELINI, 58 anos

MEGA SENA

CONCURSO 1907 · 25/02/2017

03 25 35 38 44 48