Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Com várias opções no elenco, Eduardo Baptista muda esquema

Loading...

ESPORTES

Com várias opções no elenco, Eduardo Baptista muda esquema

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Os primeiros dias de trabalho tático em 2017 evidenciaram uma nova era no Palmeiras. Sai o esquema 4-2-3-1 de Cuca para o 4-1-4-1 de Eduardo Baptista. A linha de quatro homens no centro de campo foi treinada exaustivamente nos últimos dias, e os novos reforços já correm para se encaixarem sob as orientações do novo comandante.

Nome mais badalado deste mercado, Felipe Melo já trabalhou ao lado de Róger Guedes, Tchê Tchê, Moisés e Dudu no novo meio-campo. Raphael Veiga, Yoran, Keno e Michel Bastos também participaram das movimentações orquestradas por Eduardo Baptista.

O treinador ainda aguarda pela chegada do venezuelano Alejandro Guerra, meio-campista versátil e que pode atuar em pelo menos três funções neste novo Palmeiras -inclusive como 'falso 9'.

Confira logo abaixo os lugares nos quais os nove reforços do atual campeão brasileiro se encaixam dentro do esquema do treinador:

FELIPE MELO

Logo no primeiro treinamento tático, Felipe Melo posicionou-se em frente à linha de zagueiros –o primeiro '1' da formação. O volante de 33 anos, além de se destacar com o senso de antecipação e recuperação de bola na marcação pressão, também possui qualidade para elevar o nível da saída de bola palmeirense com passes curtos e longos.

ALEJANDRO GUERRA

Um dos nomes mais versáteis entre os reforços, Guerra pode atuar em três setores no 4-1-4-1 de Eduardo Baptista. O venezuelano exerce funções pelo centro do meio-campo e também se mostra capaz de ocupar a faixa pelo lado direito, hoje de Róger Guedes. O provável camisa 18 do Palmeiras ainda joga como 'falso 9', caso o treinador opte por armar o time sem uma referência (Alecsandro e Barrios).

MICHEL BASTOS

Na primeira entrevista como jogador do Palmeiras, Michel Bastos se colocou à disposição para atuar aberto pelos dois lados no meio-campo – Dudu e Róger Guedes são os titulares e principais concorrentes por vaga entre os titulares neste momento. O ex-jogador do São Paulo trabalhou nos primeiros dias de treino tático também pelo centro. O camisa 15 soma momentos na carreira como lateral esquerdo, mas o atual campeão brasileiro possui Zé Roberto e Egídio para atuar neste setor.

WILLIAN

Atacante veloz e com potente chute de média distância, Willian surge como opção imediata para dois setores no time de Eduardo Baptista. Recentemente no Cruzeiro, o atacante jogou tanto aberto pela esquerda –quando realizou parceria de sucesso com Éverton Ribeiro e Ricardo Goulart – como um centroavante de movimentação pelo centro.

FABIANO

Autor do gol do título brasileiro no ano passado, Fabiano inicia o ano como reserva na lateral direita. Jean, titular na posição durante a maioria da temporada passada, assumiu a camisa 2 e sofrerá uma concorrência ainda maior para atuar no meio com as chegadas dos novos nomes ao elenco palmeirense. Desta forma, o ex-Cruzeiro tem a disputa direta pela posição definida.

HYORAN

O meia-atacante que mistura velocidade, habilidade e dedicação defensiva participou dos treinos táticos como uma opção pelo centro, em linha de quatro jogadores; a atenção à marcação é fundamental neste esquema de jogo. A concorrência é grande, e a titularidade surge como improvável em um momento de mudança de perfil do elenco para atletas mais 'cascudos'.

RAPHAEL VEIGA

Canhoto, com boa visão de jogo e tiro de média distância, Raphael Veiga também trabalhou pelo centro nos treinamentos de Eduardo Baptista. Dependerá da dedicação defensiva para atuar mais recuado e se encaixar devidamente no esquema palmeirense.

KENO

Atacante de velocidade e dono de um preparo físico que o torna capaz de atuar nas duas frentes do campo (ataque e defesa ao acompanhar os laterais rivais), Keno surge como opção para atuar pelos lados do campo, especialmente pela esquerda. Foi assim que Eduardo Baptista trabalhou o novo reforço nos primeiros dias.

ANTÔNIO CARLOS

O jovem ex-zagueiro da Ponte Preta começa a temporada como o quinto zagueiro do elenco. Yerry Mina e Vitor Hugo são os titulares incontestáveis, enquanto Edu Dracena e Thiago Martins ocupam o banco de reservas. Antônio Carlos precisará impressionar para ganhar espaço dentro do elenco, apesar de chegar à Academia de Futebol sob a recomendação de Eduardo Baptista.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias