Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Baptista aposta na versatilidade de 6 jogadores do elenco do Palmeiras

Loading...

ESPORTES

Baptista aposta na versatilidade de 6 jogadores do elenco do Palmeiras

DIEGO SALGADO

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) - Jean, Dudu, Guerra, Moisés, Tchê Tchê e Michel Bastos. Todos eles foram citados por Eduardo Baptista na primeira entrevista como treinador do Palmeiras. Os atletas têm mais um ponto em comum: a versatilidade, que segundo o técnico, será um dos alicerces do trabalho à frente da equipe. É com esses jogadores que Baptista implantará mudanças em relação ao time campeão brasileiro com Cuca. A ideia do novo comandante é realizar alterações aos poucos, a fim de aproveitar o entrosamento do campeão brasileiro.

Dudu, por exemplo, foi classificado como um jogador moderno, capaz de desempenhar duas funções no meio-campo e uma no ataque palmeirense. A partir da sua movimentação, a equipe atuará com outro sistema tático: o 4-2-3-1 ou o 4-1-4-1.

"O Dudu é versátil, moderno. Joga como ponta pelo lado, como meia pelo lado e centralizado. Acabou bem fazendo função pelo lado. No começo de trabalho, acredito ser importante manter o posicionamento. Usar cada um na sua função. Com o tempo, com os jogadores me conhecendo, ir fazendo algumas adaptações. Vejo o Dudu como terceiro homem de meio", disse Baptista.

No 4-1-4-1, pode jogar pelo lado. Ele iria com lateral até o fundo, ele tem força para marcar. Igual ao Dudu, há outros com a mesma qualidade. Cabe verificar se o jogador se porta bem e aos poucos ir colocando em prática", continuou.

SETOR OFENSIVO

O venezuelano Guerra é mais um atleta do elenco visto com um curinga. De acordo com Baptista, o ex-jogador do Atlético Nacional pode até atuar como um falso 9, na vaga de Gabriel Jesus.

"O Guerra surpreende a cada jogo. No Mundial, ele aparece como falso 9. Joga fazendo a ponta do triângulo, como segundo volante. É jogador versátil. De início, ele vai jogar onde está mais adaptado, como terceiro homem de meio. Como meia com a bola e volante sem a bola. Mas você pode usar em diversas funções. É jogador versátil", frisou o treinador.

Jean, embora tenha sido citado como opção para o meio-campo, deve ser mantido na lateral. "Ele jogou muito como lateral direito. Se ele falar que é lateral direito, briga por um lugar na seleção brasileira, porque foi considerado um dos melhores do campeonato", disse,

"Ele faz bem a função de volante também, tem chegada boa na área, faz gols. Sabe o momento de fazer uma diagonal, arremata bem por trás. Também é peça importante, como o Tchê Tchê", completou o treinador, que também citou Moisés.

Já Michel Bastos deve ser usado pelo lado direito, no 4-1-4-1. Segundo Baptista, o ex-atleta são-paulino desempenhou tal função no Lyon, quando cortava para dentro com condições de arremate com a perna esquerda.

ELENCO NUMEROSO

O Palmeiras conta hoje com 35 jogadores no elenco profissional. Baptista, no entanto, prefere trabalhar com até 32 atletas no grupo alviverde. O número é considerado ideal para o time enfrentar a maratona de jogos.

"Podemos fazer até 80 jogos. Você divide 80 por 10 meses, são oito jogos por mês. O Palmeiras entra para brigar por títulos, então precisa ter elenco de alto nível para repor. Cabe a nós escolher 11. Procuro ser o mais justo possível. Mostro para os atletas diariamente que eles são estudados. É ter justiça e ser honesto. Respeitar os atletas, esperar o respeito de volta", afirmou.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias