Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Barcelona admite acordo com Neymar antes do prazo permitido pela Fifa

Loading...

ESPORTES

Barcelona admite acordo com Neymar antes do prazo permitido pela Fifa

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Barcelona admitiu ter contratado Neymar antes do prazo permitido pela Fifa. O atual presidente do clube Josep Maria Bartomeu, e o antecessor, Sandro Rossel, declararam à Justiça da Espanha que fizeram o acerto com o jogador em dezembro de 2011, uma vez que o atacante tinha contrato com o Santos até agosto de 2014. A informação foi divulgada nesta quarta-feira (4) pelo Globoesporte.com

De acordo com as regras da Fifa, a assinatura do contrato só pode ser feita quando falta menos de seis meses para o fim do vínculo do atleta com o clube. No caso, ainda restavam pouco menos de três anos para o atacante se desvincular da equipe santista.

Segundo a reportagem, a negociação foi autorizada pelo presidente do Santos à época Luis Alvaro de oliveira, morto em 2016. Áudios e transcrições dos depoimentos prestados por Rossel, em 2014, e por Bartomeu, em 2015, em uma investigação do fisco espanhol, revelam que o caso foi encerrado após o Barcelona pagar uma multa de 6 milhões de euros às autoridades espanholas.

Veja trechos da conversa obtida pela reportagem do Globoesporte.com

- Havia outros clubes com outras cifras. Então, quando voltamos a acertar por 40 milhões de euros [...] o pai de Neymar me disse: "Isto é o sinal?". E então eu lhe disse: "Muito bem, quanto quer de sinal?". "Quero 10 [milhões de euros]". "Pois te daremos o sinal de 10". Sorte que ele me pediu, senão eu teria oferecido. Eu teria dito: "Veja, não quer nada adiantado?"

- E essa negociação, entende você, é um pagamento como sinal - comentou o juiz Ruz.

- Um sinal muito bem pago com empréstimo - respondeu Rosell.

- Quando alguém fala em um sinal é uma coisa, quando se fala de empréstimo é outra. Por isso, digo: quero saber se o que se conversou entre vocês foi de adiantar um sinal e o clube (Barcelona) decidiu que se formalizaria como um empréstimo. É assim, verdade?

Não é possível ouvir a resposta de Rossel para esta pergunta.

Em 2015, o atual presidente, Bartomeu, também foi intimado para uma audiência, onde declarou:

- Havia três jogadores neste país [Brasil] muito interessantes para contratar. Dos três, dois foram para outros clubes europeus, sobrou Neymar. Então iniciamos uma conversa com o pai de Neymar para que quando acabasse o contrato com o Santos, viesse jogar no Barcelona. É um contrato um pouco para amarrar o jogador. No momento que ficasse livre do Santos, viesse jogar no Barcelona. No fundo, é um contrato para amarrar. É um contrato como se fosse... não um pagamento antecipado, mas quase-quase um pagamento antecipado para assegurar que ele não fosse para outro clube.

O POLÊMICO ROSELL

Rosell, um dos réus na ação, tem uma polêmica história envolvendo o futebol brasileiro - e que antecede sua atuação como presidente do Barcelona na época da contratação de Neymar.

Ex-executivo da empresa de material esportivo Nike no Brasil, ele tinha grande trânsito junto à CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

Foi acusado de superfaturar a organização de um amistoso entre Brasil e Portugal em 2008, em um contrato com o governo do Distrito Federal. No caso Neymar, o Ministério Público recomendou que Rosell seja condenado a cinco anos de prisão.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias