Comunique à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página:

Clubes do Rio avançam em estrutura após décadas de atraso

Loading...

ESPORTES

Clubes do Rio avançam em estrutura após décadas de atraso

BRUNO BRAZ E VINICIUS CASTRO

RIO DE JANEIRO, RJ (UOL/FOLHAPRESS) - Demorou, mas enfim os clubes do Rio de Janeiro dão seus primeiros passos para a modernização. Com o término de 2016, Flamengo e Fluminense apontam com centros de treinamento de primeira linha. Já o Vasco inaugurou um dos núcleos de saúde mais completos do Brasil, enquanto o Botafogo dá sua cara ao Engenhão.

Em termos de estrutura, a dupla Fla-Flu foi quem deu o maior salto de qualidade. No início de dezembro, o Rubro-Negro apresentou seu módulo para o departamento de futebol no CT Ninho do Urubu, onde oferece tudo o que é necessário para um atleta: desde piscinas tecnológicas a confortáveis quartos para concentração.

No total são dois campos, vestiários, sala de musculação, departamento médico, 24 suítes duplas, refeitório, auditório, sala de imprensa, salão de jogos, biblioteca e um moderno parque aquático com piscinas para a recuperação de lesões.

O Fluminense também inaugurou, mas ainda faz os retoques finais em seu CT de 39,3 mil metros quadrados em terreno cedido pela prefeitura na Barra da Tijuca. O local conta com dois campos, academia, vestiário, departamento médico, fisioterapia, piscina, jacuzzis, auditório, quartos para a concentração e instalações de imprensa.

O Vasco ainda carece de um CT, mas melhorou consideravelmente sua estrutura em São Januário. Com o Caprres (Centro Avançado de Prevenção, Recuperação e Rendimento Esportivo), os jogadores têm à disposição aparelhos de última geração para prevenir e cuidar de lesões. Até mesmo uma esteira desenvolvida pela Nasa e utilizada por Cristiano Ronaldo está à disposição no centro de saúde.

Na semana passada o clube inaugurou o Caprres para a base, onde também se encontrará uma boa estrutura para os jovens talentos. Este ano o Vasco também construiu o campo de treinamento anexo, que diminuiu a carga de atividades no gramado de São Januário e, consequentemente, o preservou. Foi construído também um alojamento e um refeitório para os profissionais.

O Botafogo é o que teve os avanços mais modestos em sua estrutura nos últimos anos. Uma das poucas mudanças ocorreu no Engenhão, que foi repaginado com as cores do clube.

BOTAFOGO E VASCO

Na contramão dos avanços estruturais, a dupla Botafogo e Vasco sofreu um duro baque na última sexta-feira (30), ao perder os terrenos cedidos pela prefeitura em 2013 para a construção de seus respectivos centros de treinamento. A decisão foi uma das últimas tomadas pelo prefeito Eduardo Paes, que deixou o comando da cidade e passará a gestão para Marcelo Crivella.

O portal TNOnline.com.br não se responsabiliza pelos comentários, opiniões, depoimentos, mensagens ou qualquer outro tipo de conteúdo. Seu comentário passará por um filtro de moderação. O portal TNOnline.com.br não se obriga a publicar caso não esteja de acordo com a política de privacidade do site. Leia aqui o termo de uso e responsabilidade.

Últimas Notícias